Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Madison Square Garden a brasileira: veja o motivo de tamanho otimismo com a T4F

Valter Outeiro da Silveira - 18/04/2019 - 12:32
Companhia deverá se beneficiar de recuperação cíclica da economia brasileira

O BTG Pactual (BPAC11) divulgou relatório de atualização de estimativas para a Time For Fun (SHOW3), reiterando a recomendação de compra e listando preço-alvo de R$ 11,00 para a ação – upside (potencial de valorização) de 74,6% em relação ao último fechamento.

De acordo com os analistas, o setor de Consumer Discretionary (consumo de bens e serviços com maior elasticidade em relação ao momentum da economia) deverá se beneficiar da recuperação econômica do Brasil.

Para o banco, um dos maiores desafios da empresa é a estimação precisa de seus resultados financeiros, pelas receitas do negócio de entretenimento serem derivadas de eventos que “são difíceis de antecipar”.
“Mas enquanto o modelo de negócios pode não se alterar no curto prazo e os resultados podem continuar a mostrar forte variação na base anual de comparação, os indicadores financeiros históricos ajudam-nos a produzir estimativas razoáveis de médio prazo”, pondera o BTG Pactual.

Por outro lado, a mudança na Lei Rouanet e a batalha em torno das taxas de conveniência cobradas pelas empresas na realização da venda online se configuram como preocupações para companhias do setor.

A instituição destaca positivamente a capitalização da Time for Fun após a emissão de R$ 120 milhões em títulos locais, que deverão ser destinados para maior exposição a festivais e para consolidação e expansão no segmento de venda de tickets.

Arena multiuso em foco

Além disso, outro ponto relevante reside na construção de uma nova arena em São Paulo, em linha com a O2 de Londres e com o Madison Square Garden de Nova York, com público estimado de 20 mil pessoas, suprindo uma demanda existente na capital paulista, dado que São Paulo possui somente estádios (para shows com mais de 50 mil pessoas) e o Citibank Hall (com oferta de 8 mil assentos) como ugares disponíveis para realização de espetáculos.

Exclusivo: Método de Luiz Barsi é revelado em curso inédito

O governo de São Paulo estuda viabilizar via leilões a área do ginásio do Ibirapuera, com concessão de 30 anos. O vencedor deverá construir arena multiuso com capacidade para 20 mil pessoas e prover investimentos próximos a R$ 225 milhões na área.

“A Time for Fun está participando do processo de leilão e goza do fato de já ser um player do setor de entretenimento na região e possuir acesso privilegiado a artistas nacionais e internacionais”, ponderam os analistas.

Neste sentido, o BTG acredita que a arena poderá derivar receitas via naming rights; vendas de tickets; operações de alimentação, estacionamento e bebidas e; taxas de conveniência nas vendas de ingressos.

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 18/04/2019 - 13:51