Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Quanto custa abrir uma franquia? Veja preços de 18 empresas

12/02/2019 - 17:41

Dentre tantas opções de investimento no mercado, apostar em franquias parece cada vez mais viável. Um estudo divulgado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) revelou as 50 maiores redes de franquias no Brasil em 2018, todas continuamente em expansão.

As 50 maiores redes de franquia brasileiras de 2018, segundo a ABF

Mas quanto será que custa para abrir uma unidade das principais empresas de cada setor?

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

1. Saúde, Beleza e Bem Estar

O Boticário

Boticário

Atuando há mais de 35 anos no mercado, a empresa possui o maior número de franquias espalhadas no Brasil – 3.724, segundo o estudo mais recente da ABF.

De acordo com a ABF, o investimento para a construção de uma unidade da O Boticário é de a partir de R$ 85 mil, com previsão de retorno de 18 a 36 meses. A previsão de faturamento, segundo o Guia de Franquias Brasil, é de R$ 125 mil por mês.

Óticas Carol

Com 21 anos de atuação no setor ótico e de franquias, a Óticas Carol foi listada pela ABF como a segunda maior empresa do segmento, fechando 2018 com 1.143 unidades.

Para abrir uma unidade da rede, é preciso desembolsar, no mínimo, R$ 220 mil de investimento total. O faturamento médio mensal, segundo o Guia Franquias de Sucesso, é de R$ 70 mil. O investidor começa a ver retorno entre 24 e 36 meses.

2. Alimentação

Am Pm Mini Market (AMPM)

Em segundo lugar no ranking das 50 maiores redes de franquias no Brasil, a AMPM, rede com origem nos Estados Unidos, tem mais de 2.100 lojas de conveniência instaladas em território nacional.

O investimento total vai de R$97 mil para cima. O faturamento médio mensal é de R$ 108 mil, com retorno entre 18 e 36 meses.

McDonald’s

Uma das maiores redes do setor alimentício, o McDonald’s figura em terceiro lugar no ranking da ABF, com 2.289 unidades registradas em 2018.

A abertura de uma unidade pode variar entre R$ 1,6 milhão e R$ 2,6 milhões, com retorno em 60 meses. O faturamento médio pode chegar a R$ 560 mil por mês. Tais informações, divulgadas pelo Guia Franquias de Sucesso, não foram confirmadas pela empresa, que diz que, por ser de capital aberto, não tem permissão para divulgar dados desse tipo.

Pequenas notáveis: as small caps mais indicadas pelos analistas em fevereiro

3. Serviços automotivos

Jet Oil

Com mais de 1.770 unidades pelo Brasil, a Jet Oil lidera o segmento de serviços automotivos e é um dos principais nomes ligados aos Postos Ipiranga.

De acordo com a ABF, o investimento total mínimo é de R$ 115 mil, com previsão de retorno em 27 meses.

Localiza Hertz

Especializada em aluguel de carros, a Localiza está há mais de 40 anos no mercado e possui 522 unidades pelo país.

Para construir uma franquia da rede, o investidor precisará desembolsar R$ 320 mil para começar. O retorno do investimento poderá ser visto entre 18 e 36 meses.

4. Serviços educacionais

Kumon

Com 1.488 unidades espalhadas pelo Brasil, o Kumon é uma das principais empresas do segmento educacional.

O investimento inicial necessário para abrir uma franquia Kumon é em torno de R$ 35 mil. O faturamento médio mensal estipulado chega a R$ 27 mil, e o retorno é de 18 a 24 meses.

Wizard by Pearson

(Reprodução/Internet)

A Wizard é uma das maiores redes de escolas de idiomas do mundo. Possui atualmente 1.260 unidades espalhadas no Brasil, Estados Unidos, Costa Rica, Japão e Paraguai.

O investidor que deseja construir uma franquia da rede terá que entrar com cerca de R$ 120 mil, no mínimo. O retorno do dinheiro se dá entre 18 e 26 meses, e o faturamento médio mensal é de R$ 120 mil.

As Melhores Ações da Bolsa: Clique aqui e conheça agora

5. Hotelaria e turismo

CVC Brasil

Inagurada no Brasil em 2012, a CVC se expandiu rapidamente pelo território nacional e hoje conta com 1.279 unidades, tornando-se uma das principais agências de turismo no país.

De acordo com informações da própria empresa, há três tipos de unidades. Todas não cobram taxa de franquia, taxa de propaganda e royalties, e os valores variam: para loja de rua, é preciso realizar um desembolso inicial de R$ 60 mil; para loja de hipermercado, o investimento é de R$ 80 mil; e para loja de shopping, o valor da montagem é de R$ 100 mil para cima. O retorno vem de 24 a 28 meses.

Clube Turismo

(Reprodução/Internet)

Fundado em 2003, mas atuando como rede desde 2009, o Clube Turismo despontou no setor de turismo e atualmente conta com 484 unidades.

O investimento inicial para a abertura de uma franquia é de R$ 4.900, com retorno de quatro a 24 meses. o faturamento médio mensal, de acordo com a ABF, é de R$ 200 mil.

6. Serviços e outros negócios

Seguralta – Bolsa de Seguros

A Seguralta é uma corretora de seguros com atuação de mais de cinco décadas no Brasil. Atualmente, encontra-se em processo de expansão. De 2017 para 2018, o número de unidades da empresa subiu de 912 para 1146.

A abertura de uma franquia da Seguralta custa a partir de R$ 25 mil, com retorno de 12 a 36 meses. O faturamento médio por mês é de R$ 30 mil.

Correios

Os correios são uma empresa pública federal cuja função é integrar e incluir socialmente. Com pouco mais de mil unidades estabelecidas, a rede de franquias ficou em 17ª posição no ranking da ABF.

O valor total para a construção de uma unidade é de a partir de R$ 122.400, com retorno previsto em dez anos.

7. Comunicação, Informática e Eletrônicos

ACQIO

Voltada para meios de pagamento, a empresa se tornou uma das principais redes de franquias de maquininhas de cartão do mundo. Atualmente, a ACQIO atende milhares de brasileiros e possui 1.154 unidades espalhadas em território nacional.

Os investimentos estão disponíveis a partir de R$ 7.900. O faturamento médio mensal é de R$ 3.500, com previsão de retorno entre seis e 12 meses.

8. Moda

Chilli Beans

A Chilli Beans conta com mais de 780 franquias no Brasil e é uma das principais marcas de óculos da América Latina.

Para abrir uma unidade, o investidor deve escolher o modelo em que deseja investir. Segundo a própria empresa, o custo previsto para abrir um quiosque é de R$ 120 mil, sujeito a variações dependendo do tamanho e do local onde será instalado. Para construir uma loja de shopping, o investimento gira em torno de R$ 200 mil.

A Chilli Beans também inaugurou recentemente um novo tipo de negócio: loja de rua ótica, com custo de instalação previsto em R$ 170 mil.

Hering Store

Voltada para a confecção de roupas masculinas e femininas, a Hering possui uma ampla rede de distribuição. Diferentemente das demais empresas listadas, sofreu uma retração na quantidade de franquias de 2017 para 2018. Ainda assim, são quase 600 unidades distribuidas no país e 17 no exterior.

O investimento total para a abertura de uma loja da rede é de, no mínimo, R$ 662 mil – contando com instalações, taxa de franquia, equipamentos e sistemas de gestão, marketing de inauguração, estoque inicial e capital de giro. A metragem mínima do ponto comercial é de 120m².

9. Limpeza e Conservação

5 à Sec

Atuando no Brasil desde 1994, a 5 à Sec é especializada no tratamento de roupas e produtos têxteis por meio de um sistema de limpeza que junta praticidade com tecnologia. Com 448 unidades instaladas no Brasil, é uma das únicas empresas do segmento a estar entre as 50 maiores redes de franquia pela ABF.

A 5 à Sec tem investimentos disponíveis a partir de R$ 176 mil, com retorno de 36 a 40 meses. Seu faturamento médio mensal é de R$ 55 mil.

JAN-PRO

Originalmente norte-americana, a JAN-PRO está atuando em 15 países, dentre eles o Brasil, onde atua desde 2011. Atualmente, conta com mais de 300 unidades em território nacional, e dá indícios de que pretende se expandir ainda mais, tornando-se uma das principais redes de serviço de limpeza comercial.

O investimento para a franquia é de a partir de R$ 32.250, e o retorno de investimento aparece entre 12 e 36 meses.

10. Casa e Construção

iGUi

Empresa especializada no segmento de piscinas, a iGUi está presente em 40 países diferentes, como Argentina, México, Portugal e Paraguai. No Brasil, tem 301 unidades, o que a coloca como a última e única empresa do seu setor no ranking da ABF.

O investimento total para abrir uma franquia iGUi é de R$ 250 mil para cima. Varia conforme modelo e localização. Para lojas de piscinas, estima-se que o faturamento médio é de R$ 100 mil por mês e para lojas de serviços, R$ 30 mil por mês.

Última atualização por Bruno Andrade - 13/02/2019 - 8:40