Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Com parada de fábrica, Ourofino tem prejuízo de R$ 6,4 milhões no 1º trimestre

Diana Cheng - 07/05/2019 - 19:25
Ebitda da empresa zerou no período (Divulgação/Ourofino Saúde Animal)

A Ourofino Saúde Animal (OFSA3) encerrou o primeiro trimestre de 2019 com prejuízo ajustado de R$ 6,4 milhões. As informações do relatório divulgado pela empresa nesta terça-feira (7) revelaram que, no decorrer de um ano, houve piora de 277,8%, pois o valor apresentado nos primeiros três meses de 2018 foi de R$ 3,6 milhões.

Quer concorrer a R$ 300? Responda esta pesquisa sobre investimentos em 2 minutos

Exclusivo: O segredo para ganhar com Petrobras em qualquer cenário

A receita líquida caiu 1% no período, indo de R$ 91,9 para R$ 91 milhões. O segmento de Animais de Produção, que apresentou perdas de volumes pelas entregas que foram realizadas em abril, puxou o resultado para baixo.

Continua depois da publicidade

O Ebitda, que representa o resultado operacional da companhia, ficou zerado. Sendo assim, a empresa perdeu R$ 12,4 milhões desde o primeiro trimestre de 2018 para cá, fato explicado pela parada programada da fábrica por conta de reforma. “Com isso, os custos que seriam absorvidos por produtos em estoque foram alocados diretamente no resultado”, explica a Ourofino.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Ainda assim, a empresa está otimista em relação ao futuro, visto que o projeto de biológicos já está gerando receitas com a vacina Safesui.

“Trata-se de produto com grande diferencial técnico, pois imuniza os animais com tecnologia inédita contra o circovírus, desafio relevante para a suinocultura mundial”, explica a administração. “Estamos confiantes de que esse produto trará ganhos de produtividade importantes ao produtor de suínos. As demais vacinas do nosso pipeline continuam sendo desenvolvidas e nos ajudarão a buscar uma das maiores coberturas de produtos do mercado”.

Confira o relatório na íntegra:

Continua depois da publicidade

Última atualização por Diana Cheng - 07/05/2019 - 19:25