Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

XP lança “kit Bolsonaro Presidente” de ações

Investing.com Brasil - 29/10/2018 - 9:53
Tânia Rêgo/Agência Brasil

Por Investing.com – Com a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) para presidência da República, a XP Investimentos divulgou uma análise indicando as principais ações que devem se beneficiar com o novo governo.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Para Karel Luketic, estrategista-chefe da corretora, em um cenário com a retomada da economia, câmbio apreciado e juros baixos, a prioridade dentro da bolsa passa a ser: varejo, com B2W (BTOW3) e Americanas; aviação Gol (GOLL4); bancos Bradesco (BBDC4) e Banco do Brasil (BBAS3); siderúrgicas Usiminas (USIM5); e locadoras Localiza (RENT3).

Luketic entende que com uma agenda mais liberal, Petrobras (PETR4), Cemig (CMIG4) e BB são nomes que devem se beneficiar. Por outro lado, as companhias exportadoras, como Vale (VALE3) e Suzano (SUZB3) devem ser menos beneficias, principalmente pelo câmbio.

Continua depois da publicidade

Alimentos e Bebidas: A XP tem a BRF (BRFS3) como a ação preferida no setor, que deve ser beneficiado com o real apreciado, que reduz custos.

Aviação: Também favorecido por um real mais forte, a tendência é que o setor tenha menor custos e maior demanda, com a Gol sendo a mais beneficiada.

Bancos: Com a melhora da atividade, a demanda por crédito tende a aumentar, tanto pelas famílias como pelas empresas. A corretora tem preferência pelos papéis do Bradesco e BB.

Celulose: O real apreciado pode ser negativo para as companhias no do setor, mas e devem ser beneficiadas pela valorização da commodity em níveis elevados, favorecendo a geração de caixa, com a aposta para Suzano.

Construção Civil: Vai ser beneficiado com vendas maiores, redução estoques e menores riscos de distratos, elevando o preço dos imóveis no longo prazo.

E-commerce: Para a XP, é um setor sub-penetrado, com potencial de recuperação da atividade sendo benéfica, com a B2W sendo a favorita do setor.

Elétricas: Comparado muitas vezes à renda fixa, o setor elétrico se beneficiará de juros mais baixos, além da retomada da economia. Preferência por Equatorial (EQTL3) e Cemig.

Locadoras: Para XP, é mais um setor sub-penetrado e que vai se beneficiar com o aquecimento da economia e custo baixo. Aposta por Localiza.

Mineração: Apesar do câmbio apreciado ser negativo, o setor deve seguir beneficiado pelo preço de metais em patamares sustentados e demanda internacional aquecida. A corretora, que aposta em Vale, destaca que é um setor menos alavancado no Brasil.

PetróleoPetrobras deve se beneficiar com a manutenção de uma política de prelos que garanta o repasse dos preços internacionais e do câmbio. Também destaque para a manutenção dos leilões do pré-sal.

Siderurgia: Apesar da dependência do dólar, a retomada da atividade deve favorecer o setor, com Usiminas sendo o ativo preferido da corretora.

Vestuário: Com a maior renda, queda do desemprego e crescimento econômico, as companhias devem ser favorecidas, com destaque para a Renner (LREN3).

Última atualização por Gustavo Kahil - 29/10/2018 - 10:22