Últimas Notícias Nova Previdência Cotações Comprar ou Vender Criptomoedas Empresas
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Planner sugere ações em carteiras recomendada e de dividendos em fevereiro

Diana Cheng - 06/02/2019 - 17:23
(Fonte: B3)

A Planner divulgou na última semana suas carteiras recomendada e de dividendos para o mês de fevereiro.

Acompanhe as carteiras recomendadas de fevereiro

Os destaques de janeiro ficaram para a disputa política nos Estados Undos entre o presidente Donald Trump e o congresso sobre o orçamento de 2019. A questão envolvendo o Brexit também trouxe preocupações para a zona do euro e, diante disso, investidores estrangeiros optaram por ficar fora do Ibovespa na maior parte do período.

No Brasil, a tragédia em Brumadinho, Minas Gerais, foi o assunto principal, culminando na queda bruta das ADRs da Vale em Nova York e no impacto que a desvalorização da Vale trouxe ao mercado brasileiro.

Com isso, a corretora diz estar otimista com fevereiro, mas sem a mesma força com que começou no início do ano. “O próximo momento do mercado dependerá da reação da Câmara à apresentação da proposta de reforma da Previdência e outros assuntos que visam ajustes nas contas do governo”, afirma a Planner em seu relatório.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Carteira recomendada

Para este mês, a Planner optou por retirar as ações da ABC Brasil (ABCB3) e da Odontoprev (ODPV3) e inserir os papéis da Estácio (ESTC3) e do Itaú Unibanco (ITUB4).

“Entramos com a ação em nossa carteira, pois acreditamos na boa qualidade da empresa, mesmo a despeito do cenário econômico ainda desafiador. Quanto ao Itaú, voltamos com suas ações em nossa carteira em função do desempenho em janeiro, aquém das ações dos seus principais concorrentes”, explica a corretora sobre as modificações.

A carteira superou o Ibovespa, que valorizou 10,82%, e chegou a 15,78%.

Dividendos

A corretora optou por renovar todas as cinco recomendações da carteira de dividendos. Saíram Bradesco (BBDC4), Cia Hering (HGTX3), Fleury (FLRY3), Itaúsa (ITSA4) e Tim Participações (TIMP3) e entraram BBSeguridade (BBSE3), Cielo (CIEL3), Iochpe-Maxion (MYPK3), Petrobras (PETR4) e Ultrapar (UGPA3).

A carteira encerrou o mês passado com valorização de 11,17% contra os 12,48% do Índice Dividendos (IDIV).

Receba dicas EXCLUSIVAS de investimento em seu e-mail – Não é propaganda