Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Jogo começa em Brasília e investidor se prepara para enfrentar volatilidade da Previdência

Gustavo Kahil - 25/04/2019 - 11:31
É nesta comissão, que contará com 49 titulares, onde acontecem as discussões de mérito

Agora é para valer. A proposta da reforma da Previdência está na Comissão Especial da Câmara dos Deputados, que começa os trabalhos nesta quinta-feira (25). No mercado financeiro, os investidores, que já tinham mostrado cautela nos últimos pregões, continuam a se preparar um ambiente volátil nos próximos meses. Com isso, o Ibovespa opera em baixa de 0,52%, a 94.552 pontos, e o dólar em leve queda de 0,35%, a R$ 3,977.

“É nesta comissão, que contará com 49 titulares e 49 suplentes, onde acontecem as discussões de mérito, e portanto, onde deverão ser feitas as mudanças na substância do texto, logo no impacto fiscal da reforma e onde as negociatas políticas do governo precisarão subir de patamar”, ressalta a Guide Investimentos em um relatório enviado a clientes nesta manhã. O deputado Marcelo Ramos (PR-AM) será o presidente da Comissão. A relatoria ficará com o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP).

Na quarta-feira (24) à noite, em uma entrevista para a GloboNews, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que a reforma da previdência ideal para o governo provavelmente não passará, mas que o parlamento aprovará um bom texto.

Enquanto o mercado também avalia os números do Bradesco no primeiro trimestre, divulgados nesta manhã, o sentimento internacional também é movimentado pelos balanços do Barclays e UBS na Europa, além de American Airlines, 3M, International Paper. Após o fechamento, serão conhecidos os dados da Amazon, Intel e Ford. No Brasil, destaque para Localiza e Lojas Renner.

Continua depois da publicidade

Economia

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), caiu 1,5 ponto de março para abril. Com o resultado, o indicador recuou para 89,5 pontos, em uma escala de zero a 200, o menor patamar desde outubro do ano passado (85,4 pontos).

Mercados

EUA – O índice Dow Jones apresenta queda de 0,95%, S&P 500 baixa de 0,4% e o Nasdaq recua 0,1%.

As ações do Facebook sobem depois que a empresa divulgou seus resultados do primeiro trimestre e ter reservado US$ 3 bilhões para um acordo com a Comissão Federal de Comércio, (FTC, na sigla em inglês).

A Microsoft superou as expectativas de lucros e vendas do primeiro trimestre, graças a uma forte contribuição de sua empresa de serviços baseada em nuvem. Já a Tesla trouxe apreensão após registrar um prejuízo maior do que o esperado, acompanhado por uma forte dica do CEO Elon Musk de que a empresa teria que levantar mais capital.

Continua depois da publicidade

Confira as principais notícias dos jornais desta quinta-feira

Na área econômica, os pedidos de bens duráveis nos EUA subiram 2,7% em março, muito acima das expectativas dos analistas, que giravam em torno de alta de 0,8% no período.

Europa – O índice DAX cai 0,42%, o FTSE recua 0,74% e o CAC se desvaloriza em 0,45%.

O banco britânico Barclays informou nesta quinta-feira um lucro líquido mais forte do que o previsto para o primeiro trimestre de 2019, em meio a condições desafiadoras de mercado e preocupações persistentes sobre o Brexit.

Continua depois da publicidade

Os dois maiores bancos privados da Alemanha, o Deutsche Bank e Commerzbank, cancelaram suas conversações sobre fusões, sob pressão de acionistas, reguladores e sindicatos.

A fusão discutida nunca foi a opção preferida dos dois bancos, já que ambos estão mais preocupados em tentar reverter operações cronicamente não-lucrativas. As negociações só aconteceram em grande parte devido à pressão política do Ministério das Finanças da Alemanha para garantir a sobrevivência de um campeão nacional.

O banço suíço UBS reportou uma queda de 27% no lucro líquido no primeiro trimestre, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Em comunicado, a instituição financeira atribuiu o resultado as condições desafiadoras de mercado.

Ásia – As ações  fecharam em alta no pregão de Tóquio nesta quinta-feira (25), com ganhos nos setores de Nikkei 500 SteelNikkei 500 Services e Nikkei 500 Pharmaceuticals. No encerramento, o Índice Nikkei 225 avançou 0,48%, alcançando novo nível recorde máximo de 3 meses.

Continua depois da publicidade

O BoJ anunciou que espera manter as taxas de juros em níveis extremamente baixos até pelo menos a primavera de 2020. O BC juntou-se ao coro dos bancos centrais, concentrando-se num compromisso de manter a acomodação do mercado. O Banco do Canadá cortou suas previsões de crescimento na quarta-feira e abandonou sua linguagem anterior sobre possíveis aumentos de juros.

O Produto Interno Bruto (PIB) da Coreia do Sul registrou contração de 0,3% no primeiro trimestre de 2019, em comparação aos três meses imediatamente anteriores, atingindo o pior nível desde 2008, informou nesta quinta-feira (25) o Banco Central da Coreia do Sul (BoK, na sigla em inglês).

Empresas

Bradesco (BBDC4) publicou resultado operacional do primeiro trimestre de 2019, com lucro líquido recorrente de R$ 6,2 bilhões no período, avanço de 22,3% em relação aos três meses iniciais do ano passado.

Continuando com sua reestruturação após a deflagração da Lava Jato, a Petrobras (PETR3PETR4) comunicou em nota nesta quinta-feira (25) que anunciará um novo PDV (Programa de Desligamento Voluntário).

Continua depois da publicidade

Enel (ELPL3), antiga Eletropaulo, divulgou seu resultado operacional do primeiro trimestre de 2019, com lucro líquido de R$ 69,05 milhões no período, reversão frente ao prejuízo de R$ 5,43 milhões.

 Taesa (TAEE11) recebeu a licença do Ibama para iniciar as obras do empreendimento da Interligação Elétrica Aimorés.

Última atualização por Gustavo Kahil - 25/04/2019 - 11:36