Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Governo não vai deixar de privatizar Eletrobras após fala de Alcolumbre, diz ministro

24/09/2019 - 10:55
Davi Alcolumbre
Ministro de Minas e Energia destaca intenção de privatizar elétrica (Imagem: Reprodução/Agência Brasil)

Por Investing.com 

O Governo Federal irá continuar com os planos de enviar ao Congresso Nacional um novo projeto de lei para a capitalização da Eletrobras (ELET3), mesmo depois das declarações do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, de que a matéria dificilmente será aprovada pelas Casas por se tratar de uma questão muito sensível.

Ao Valor Econômico, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, informou que a ideia da capitalização está mantida, prevendo que a proposta do governo deva chegar à Câmara dos Deputados até o fim deste ano.

Com isso, as ações das estatais operam com leve alta na bolsa paulista na manhã desta terça-feira. Às 10h32, os papéis ordinários sobem 0,22% a R$ 40,78, enquanto as preferenciais têm ganhos de 0,16% a R$ 42,72.

A publicação também informa que outro auxiliar da Presidência minimizou as falas de Alcolumbre, vendo nelas apenas um aceno aos senadores.

“Ele tem dado muito apoio ao nosso governo e às vezes precisa mostrar para os colegas que não está fechado com tudo, mas não achamos que será um empecilho para aprovar a Eletrobras”, disse a fonte ao Valor.

Na semana passada o presidente do Senado disse durante o evento “E agora, Brasil?”, organizado pelo Valor e pelo jornal O Globo, que a maioria dos senadores, hoje, é contra a privatização da Eletrobras e sugeriu ao governo iniciar o processo de venda das estatais por outras companhias, citando até mesmo os Correios.

Albuquerque afirmou ainda que a capitalização da Eletrobras  deve acontecer segundo semestre de 2020. A estratégia do governo é lançar uma chamada de capital, que não seria acompanhada pelo governo, elevando a participação dos acionistas privados. Assim, o governo ficaria com 30% a 40% do capital da estatal.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 24/09/2019 - 10:55