Últimas Notícias Carteiras recomendadas Comprar ou vender Finanças Pessoais Criptomoedas Economia
Cotações por TradingView

Comprar ou vender?

Fundo Verde indica 3 setores para quem perdeu o bonde do rali na Bolsa

Gustavo Kahil - 08/02/2018 - 20:40

É fato que a bolsa brasileira viveu um rali nos últimos meses com os investidores buscando as alternativas mais óbvias para quem aposta em uma retomada da economia e não vê a chance de um susto nas eleições, mas três setores ainda têm oportunidades que merecem ser acompanhadas, avalia o Fundo Verde, do aclamado gestor Luis Stuhlberger.

Gostou desta notícia? Receba nosso conteúdo gratuito

“Nesse contexto, em que os preços das ações das empresas mais impactadas pela retomada da economia já refletem um forte crescimento de lucro para os próximos anos, encontramos as melhores oportunidades de investimento em outros setores, com destaque para o setor financeiro, elétrico e de shoppings”, explica a carta mensal publicada nesta quinta-feira (8).

A gestora avalia que com o crescimento do PIB de somente 1% em 2017, o processo de recuperação e alavancagem operacional está apenas no início e deve acelerar.

“Entretanto, o mercado já incorporou bastante disso no preço, com as ações das empresas mais beneficiadas, por exemplo nos setores de consumo discricionário ou bens de capital, apresentando altas bastante significativas nos últimos meses. Em outras palavras, os múltiplos de preço sobre lucro das ações estão em níveis muito altos, justificados pela expectativa de forte crescimento de lucro para os próximos anos”, ressalta.

O Brasil e os emergentes

O Verde questiona a máxima de que o Brasil teve um desempenho abaixo dos pares de mercados emergentes (medidos pelo índice MSCI EM) no último ano. Isso porque, na avaliação da equipe de gestão, os mercados emergentes de hoje não são mais os mesmos dos últimos dez a quinze anos. “A importância do setor de tecnologia cresceu muito. Podemos constatar movimentos relevantes quando quebramos o índice de Mercados Emergentes em EM Tech e EM ex-Tech”, explica o documento.

No gráfico abaixo é possível ver o índice brasileiro EWZ na comparação com o índice de emergentes sem a participação do setor de tecnologia. Neste caso, o Brasil tem evoluído acima dos pares:

Ainda assim, o fundo destaca que os emergentes parecem ter espaço para continuar performando bem, e o Brasil vai junto.  O Verde observa que até a última semana de janeiro, não houve um desempenho substancial acima da média para os mercados emergentes, mas a retomada do crescimento econômico, com inflação sob controle e juros mais baixos, traz um ambiente muito positivo para as empresas e para o mercado de ações no Brasil.

“Além de ajudar na retomada do crescimento, a redução da taxa de juros baixa o custo de dívida e surgem novas oportunidades de investimentos para as empresas. Além disso, devido à capacidade ociosa da economia, as empresas têm bastante espaço para elevar suas receitas sem a necessidade de aumentar suas estruturas de custo, com significativa alavancagem operacional”, pontua o Verde.

 

Últimas Notícias