Últimas Notícias Tesouro Direto Nova Previdência Cotações Comprar ou Vender Cripto
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Fed sem controle monetário? BofA ML e Barclays dizem não e listam razões

Valter Outeiro da Silveira - 24/04/2019 - 16:31
Jerome Powell
Powell sofre pressão constante do presidente Trump por não aumento de juro básico (Imagem: Facebook do Federal Reserve)

A taxa IORE (Interest On Excess Reserves), utilizada pelo Federal Reserve como instrumento de negociação no overnight dentro do programa de desintegração do balanço de ativos tóxicos adquiridos durante a crise financeira de 2008, ultrapassou o nível atual da Fed Funds Rate desde o último dia 20 de março.

A nova onda de IPOs já chegou! Deixe o seu-email e saiba como ganhar com ela!

Ou seja: compensa mais comprar ativos tóxicos e fazer o Fed comprá-los na banda mais alta do intervalo de juro básico, ao invés de financiar o próprio Federal Reserve na parte mais baixa do intervalo. Mais do que isso: a recente ultrapassagem desta taxa pode indicar perda de controle de política monetária pelo Federal Reserve, processo totalmente reversível.

A autoridade monetária criou este corredor de negociações após a crise financeira de 2008 para estabilizar seu balanço de ativos tóxicos, porém não enseja que o mercado negocie dentro deste corredor de taxas.

Continua depois da publicidade

Outflows e maiores taxas

Em tentativa de explicação deste fenômeno, Mark Cabana, analista de renda fixa do Bank of America Merrill Lynch, avaliou em relatório que a alta na Fed Funds Rate deve-se a retirada de fundos MMF (Money Market Fund), fundo mútuo que investe somente em ativos muito líquidos, com títulos com maturidade inferior a 13 meses, de maior segurança. Tal retirada explica-se, segundo o Bofa ML, pela necessidade de pagamento pelos norte-americanos de imposto de renda, fato que ocorre em abril nos EUA. Além disso, além de taxas de recompra altas de GC (General Collateral) explicam o fenômeno.

Fundos governamentais lideram retirada de recursos
AuM (Assets Under Management) detidos pelo governo caem drasticamente em abril
Taxas de recompra elevadas a partir do início de abril

Menores reservas

Por sua vez, o Barclays confirma a tese do Bank of America Merrill Lynch, ao apresentar que o balanço do Tesouro dos EUA subiu US$ 124 bilhões na última semana, enquanto as reservas dos bancos caíram US$ 122 bilhões.

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você