Últimas Notícias Perspectivas 2018 Comprar ou vender Finanças Pessoais Criptomoedas Economia

Reforma da Previdência

Exclusivo: É semana que vem ou não votamos mais nada, diz Roberto Jefferson

Conrado Mazzoni - 06/12/2017 - 22:08

O recado do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, é taxativo: a reforma da Previdência precisa ser votada na Câmara na semana que vem. “O debate já está ocorrendo hoje.”

Gostou desta notícia? Receba nosso conteúdo gratuito

“É fundamental votar na semana que vem para que o Brasil acorde com um novo momento e aí o investimento volte, o mercado se aqueça e o PIB retome o crescimento, assim como as vagas de trabalho”, afirma o ex-deputado ao Money Times em entrevista, por telefone, antes de participar de jantar com Michel Temer, deputados e líderes partidários nesta quarta-feira (6).

Jefferson, que denunciou o escândalo do mensalão em 2005, tem consciência do cronograma curto até o recesso e além: “Se nós não votarmos agora a reforma da Previdência, ela só haverá de ser votada depois do Carnaval, em março. E, em março, não vota mais nada. Será o ano perdido do Brasil”, avalia.

Ciente da urgência da pauta, “que cria a regra fundamental para a sobrevivência da Previdência Social”, nas palavras do presidente da sigla, o PTB foi o primeiro partido da base aliada do governo a fechar questão a favor do projeto. Também nesta quarta-feira a executiva nacional do PMDB decidiu fechar questão em prol da matéria.

No caso do PTB, a deslealdade sofrerá sanções. “Eu não darei cheque do fundo público eleitoral a quem votar contra o partido”, diz Jefferson. “Até porque quem é populista sobe em um caminhão na feira com um megafone, faz o discurso ‘votei contra a reforma da Previdência’, e não precisa aparecer na televisão, nem de dinheiro para a eleição”, acrescenta, ressalvando que não vai expulsar ninguém.

Questionado sobre a expectativa dos votos na Casa, o presidente do PTB crava: “Eu creio, com sinceridade, que todo mundo vai votar (…) Penso que fecha com 340 votos a reforma. Estamos conversando, penso que vamos chegar a 340 votos.”

 

Últimas Notícias