Últimas Notícias Cotações Governo Bolsonaro Comprar ou Vender Empresas Economia
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Bolsa: As 5+ e 5- de novembro

Gustavo Kahil - 30/11/2018 - 20:06

O Ibovespa encerrou o primeiro mês pós-eleições com valorização de 2,38%, tendo superado os 90 mil pontos durante o dia, para terminar o mês a 89.504 pontos. O dólar, por sua vez,  subiu 3,58% e terminou a R$ 3,85. Os investidores têm ajustado as suas posições às declarações da nova equipe econômica do governo de Jair Bolsonaro e liderada por Paulo Guedes.

90 mil pontos: O que o Mercado está comprando?

A seguir, acompanhe as 5 maiores altas e quedas das ações do Ibovespa neste mês:

Maiores quedas

(Money Times)

Cielo (CIEL3)

A Cielo lança novos produtos, mas parece ter perdido o bonde das “maquininhas” e agora se vê imersa em uma guerra de preços com as concorrentes PagSeguro, Pop, Stone, entre outras. Em um relatório recente, o Credit Suisse disse que “não há luz no final do túnel” para a empresa.

“Com a concorrência de outras três empresas bem capitalizadas, acreditamos que a compensação de volume não será material e mais cortes [de preços] virão”, explicam os analistas do banco. A queda no mês foi de 28%. Apesar do pessimismo, o Bradesco BBI apontou, esta semana, um ponto que pode beneficiar a empresa.

De acordo com os analistas Rafael Frade e Maria Julia Castro, os players de cartão de crédito no Brasil estão discutindo um novo modelo que pode impulsionar o mercado para empréstimos por meio de vendas futuras de cartões de crédito, conhecido como “crédito fumaça”. O banco estima que isso pode adicionar R$ 85 bilhões em empréstimos ao sistema.

Os demais destaques de queda do mês foram:

Usiminas (USIM5): -9,05%
Klabin (KLBN11): -8,7%
Kroton (KROT3): -8,06%
Bradespar (BRAP4): -8,04%

Natura

Natura (NATU3)

O bom desempenho da ação da empresa, de 25,53%, foi puxado pelo forte resultado apresentado pela companhia no terceiro trimestre do ano, quando viu seu lucro mais do que dobrar e ir para R$ 132,8 milhões.

Para a Coinvalores, esse desempenho é explicado pelos bons resultados dos três negócios. Na Natura, Brasil e Latam apresentaram aumento nas principais categorias e em vendas online, com ganhos de participação de mercado e produtividade das consultoras, enquanto as vendas da The Body Shop cresceram como resultado do faturamento das compras de Natal pelos franqueados.

Os demais destaques de alta do mês foram:

Copel (CPLE6): +23,90%
Smiles (SMLS3): +18,66%
CCR (CCRO3): +18,41%
GOL (GOLL4): +17,39%

Leia mais sobre: Cielo, Comprar ou vender?, Mercados, Natura