Últimas Notícias IR 2018 Carteiras recomendadas Comprar ou vender Finanças Pessoais Cripto Economia
Cotações por TradingView

Commodities

Após atingir máxima em três anos, preço do petróleo recua

Investing.com Brasil - 12/01/2018 - 14:27

Investing.com – A cotação do petróleo recuava nesta sexta-feira, já que investidores colhiam lucros devido ao aumento do preço da commodity, que chegou à máxima de três anos na sessão anterior em meio ao otimismo geral com o reequilíbrio do mercado.

O contrato com vencimento em fevereiro do petróleo bruto West Texas Intermediate recuava US$ 0,21, ou cerca de US$ 0,33%, para US$ 63,59 às 13h00, descolando-se de US$ 64,77, máxima de três anos atingida na quinta-feira.

Do outro lado do Atlântico, contratos de petróleo Brent com vencimento em março na Bolsa de Futuros ICE (ICE Futures Exchange) em Londres recuavam US$ 0,12, ou cerca de 0,17%, e o barril era negociado a US$ 69,14 após ter atingido US$ 70,05 na quinta-feira, máxima de três anos.

A cotação do petróleo permanecia sustentada desde que a Administração de Informação de Energia dos EUA informou na quarta-feira que os estoques de petróleo tiveram redução de 4,9 milhões de barris na semana encerrada em 5 de janeiro, o que se compara às expectativas dos analistas de redução de 3,9 milhões de barris.

O relatório também mostrou que a produção de petróleo dos EUA teve redução de 290.000 barris por dia e totalizou 9,49 milhões de barris por dia.

O petróleo também mantinha seus preços sustentados devido aos esforços de cortes na produção conduzidos pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo e pela Rússia. Em dezembro, os produtores concordaram em estender os atuais cortes na produção de petróleo até o final de 2018.

O pacto para cortar a produção de petróleo em 1,8 milhão de barris por dia foi adotado no último inverno pela Opep, Rússia e outros nove produtores globais. O acordo deveria acabar em março de 2018, uma vez que já teve uma extensão.

Em uma observação ligeiramente menos positiva, dados divulgados no início desta sexta-feira mostraram que as importações e petróleo bruto da China tiveram redução de 9% e totalizaram 7,97 milhões de barris por dia em dezembro.

Além disso, contratos futuros de gasolina recuavam 0,55% para US$ 1,831 o galão, ao passo que os contratos futuros de gás natural avançavam 1,07% para US$ 3,115 por milhão de unidades térmicas britânicas.

Por Investing.com

Leia mais sobre: Commodities, Gás Natural, Opep, Petróleo
 

Últimas Notícias