Cotações por TradingView

Aplicativo traz versões de obras condensadas em 12 minutos para leitores

Diana Cheng - 16/03/2019 - 14:13
jovem vestindo camiseta da 12min
Empresa quer ajudar leitor na correria do dia a dia e incentivar quem não tem o hábito de leitura (Imagem: Reprodução/Redes Sociais)

O aplicativo 12min, com o intuito de auxiliar no desenvolvimento pessoal e profissional do leitor brasileiro, traz um novo conceito que promete mudar os hábitos de leitura no país. Disponíveis em dois formatos, texto e áudio, as obras literárias são condensadas em materiais rápidos, feitos para serem consumidos em 12 minutos.

“Não somos um substituto dos livros”, ressalta Guilherme Mendes, CEO do 12min. “Nosso objetivo é apresentar aos novos leitores conteúdos para que, na correria do dia a dia, saibam priorizar as leituras e diversificar seus aprendizados”.

Carteira Money Times: O Consenso do Mercado na sua Mão

Continua depois da publicidade

Garanta um método eficaz para gerar renda adicional periodicamente…

A startup também busca ajudar àqueles que não tem o hábito da leitura enraizado no dia a dia. “Queremos ajudar quem não costuma ler a criar esse hábito e incentivar as pessoas a aproveitarem os pequenos momentos, como o trânsito e as filas, para aprender algo novo”, completa o executivo.

Guilherme Mendes e Rafael Guimarães, respectivamente, CEO e CTO da 12min (Imagem: Divulgação)

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

A plataforma, fundada em 2016, possui em seu catálogo mais de 900 obras em português, espanhol e inglês. Ela funciona por meio de uma assinatura anual, mas os não-assinantes também podem usar o aplicativo, já que a empresa disponibiliza uma leitura grátis por dia.

Veja os 15 livros de finanças mais vendidos pela Saraiva em fevereiro

Com mais de 1 milhão de usuários, sendo 90% deles brasileiros, a 12min espera, além de aumentar o impacto no mercado de língua inglesa, expandir sua influência neste ano para países da América Latina.

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você