Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Aditivada ou comum? Veja qual é a ação distribuidora favorita do Credit Suisse

Valter Outeiro da Silveira - 13/02/2019 - 17:09

“Superando o endowment effect”. Este é o pilar da análise da equipe de research do Credit Suisse em relatório divulgado a seus clientes, analisando o “efeito doação” para as ações da Petrobras Distribuidora (BRDT3), conceito amplamente explorado por Thaler e Kanehman. Dentro desse, as pessoas tendem a dar maior valor a ativos que já possuem.

“Acreditamos que a Petrobras (PETR4) está para superar este viés conforme se torna mais agressiva no desinvestimentos de ativos não principais”, afirma o analista Regis Cardoso, listando tal expectativa como “importante catalisador para a BR Distribuidora”.

Em decorrência, o Credit Suisse elevou a recomendação para as ações da companhia, de neutro para outperform (desempenho acima da média do mercado), e aumento o preço-alvo para as mesmas, de R$ 24,00 para R$ 34,00 – o que representa um potencial de valorização de % em relação ao último fechamento.

Continua depois da publicidade

Além dos papeis da estatal, o banco elevou o preço-alvo para as ações da Cosan (CSAN3), de R$ 45,00 para R$ 50,00, e para as ações da Ultrapar (UGPA3), de R$ 39,00 para R$ 48,00, “devido aos menores custos de capital e às atualizações em nossos modelos”.

Por fim, os analistas publicam tabela de sensibilidade em relação a margem Ebitda (Receita Líquida sobre geração operacional de caixa) e o múltiplo EV/Ebitda (valor de mercado sobre geração operacional de caixa).

Última atualização por Gustavo Kahil - 13/02/2019 - 17:09