Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

XP conquista investidor global e capta US$ 2 bilhões

10/12/2019 - 20:14
XP Investimentos
Na oferta base, a XP propôs a venda de 72,5 milhões de ações em uma faixa entre US$ 22,00 e US$ 25,00 cada (Imagem: Renan Dantas/ Money Times)

A XP Inc (XP) definiu o preço de sua oferta inicial de ações nos Estados Unidos em US$ 27 cada, acima da faixa de preço proposta pela companhia, disseram à Bloomberg pessoas com conhecimento do assunto.

Com isso, a operação deve alcançar quase US$ 2 bilhões, considerando-se que a oferta base envolve a venda de 72,5 milhões de ações.

Se tivesse ficado na faixa estipulada de US$ 22 a US$ 25, o IPO renderia entre US$ 1,6 bilhão e US$ 1,8 bilhão.

Ontem, a Bloomberg já informava que, diante do apetite dos investidores, o preço de venda superaria o teto previsto, já que a demanda superou em dez vezes a quantidade de papéis ofertada.

A operação foi liderada pelo Goldman Sachs Inc., JPMorgan ChaseMorgan Stanley, Banco Itaú BBA SA e XP Investimentos.

As ações devem começar a ser negociadas quarta-feira na Nasdaq. Além da própria empresa, devem vender ações na oferta A XP Controle, a General Atlantic e a Dynamo. O Itaú Unibanco (ITUB4) não vendeu sua participação na oferta.

Retorno

Apesar do preço elevado, os analistas mantêm a avaliação de que investir nas ações da XP é um bom negócio. Um dos múltiplos mais utilizados em ofertas é a relação Preço/Lucro (P/L), que indica quanto tempo um investimento será pago com o retorno proporcionado pela companhia.

Baseando-se no preço médio da faixa sugerida (US$ 23,50), o P/L da XP Inc. já batia de longe os rivais, com os analistas calculando algo entre 38 e 45 vezes. Ao elevar o preço para US$ 27, a relação será ainda maior – o que significa que o negócio é ainda mais caro para os interessados.

De qualquer modo, o argumento geral do mercado é de que a XP deve apresentar uma rápida curva de crescimento, o que reduzirá o P/L, à medida que os recursos captados se transformarem em lucros para os acionistas.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Ressalva

A premissa básica, claro, é que esse crescimento acelerado vire realidade. Uma das poucas vozes destoantes do otimismo geral é a de Luis Cesta, da Inversa Publicações. Cesta lembra o básico: toda precificação de ações é baseada em expectativas.

E o futuro, como se sabe, não aparece numa bola de cristal. O IPO mostra que o mercado aposta alto na XP. Resta, agora, mostrar que a empresa está à altura dessa empolgação.

(Nota atualizada às 20h55 com informações da Bloomberg.)

Última atualização por Márcio Juliboni - 10/12/2019 - 21:03

Lucro da Cielo sucumbe à concorrência e cai pela metade em 2019