Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Veja as 5 principais notícias do mercado internacional desta terça-feira

Investing.com Brasil - 25/09/2018 - 9:03

Por Investing.com – Fique por dentro das cinco principais notícias do mercado desta terça-feira, 25 de setembro:

1. Trump faz discurso na ONU

Espera-se que o presidente Donald Trump faça um pronunciamento na Assembléia Geral das Nações Unidas hoje, com muitos esperando ouvir sua retórica “America First”. Ele planeja discutir a soberania do Estado e os interesses americanos, a embaixadora, Nikki Haley, disse ao New York Times.

Continua depois da publicidade

O presidente iraniano, Hassan Rouhani, também está em Nova York para a assembléia. Ele disse na segunda-feira que consideraria novas negociações com Washington se Trump honrasse o acordo nuclear de 2015. Teerã enfrenta aumento de sanções visando a oferta de petróleo depois que os EUA saiu do acordo em maio.

2. Americanos e japoneses iniciam negociações comerciais

Autoridades norte-americanas e o ministro da Economia do Japão se reúnem para uma segunda rodada de negociações comerciais que foram adiadas na segunda-feira.. As conversas acontecem antes de uma reunião entre Trump e o primeiro-ministro Shinzo Abe na quarta-feira na Assembléia Geral da ONU.

Abe e Trump jantaram no domingo, Abe disse a repórteres que a conversa foi construtiva sobre comércio.

Continua depois da publicidade

O Japão quer parar as tarifas de importação em seus carros e se defender das reinvindicações americanas por um acordo de livre comércio. O país está considerando reduzir as tarifas sobre os produtos agrícolas em troca de evitar tarifas de automóveis mais altas.

3. Mercado futuro dos EUA em alta

Os futuros do S&P 500 caíam 0,12% enquanto os futuros do Dow avançava 0,12% e o índice futuro de tecnologia Nasdaq 100 aumentava 0,01%.

Enquanto isso, o comércio na Europa estava em alta, com ganhos do DAX da Alemanha, CAC 40 da França e FTSE 100 de Londres.

Continua depois da publicidade

Mais cedo, bolsas asiáticas fecharam o dia principalmente no vermelho, com o índice Shanghai Composite caindo 0,58% e o índice SZSE Component caindo 0,66%. O Índice China A50 das maiores empresas da China caiu 1,25%, enquanto no Japão, o TOPIX subiu 01,02% e o Nikkei 225 subiu 0,15%.

4. Cotação do petróleo atinge máxima de 4 anos

Os preços do petróleo continuaram subindo na terça-feira, após atingirem a maior alta de quatro anos na segunda-feira.

As eminentes sansões americanas contra o Irã e a recusa da Organização dos Países Exportadores de Petróleo em aumentar a produção ajudaram a impulsionar os preços. O grupo de produtores de petróleo reuniu-se em Argel no domingo para discutir a crescente produção para conter a queda das ofertas iranianas devido às. sanções, mas não fez nenhuma recomendação formal para qualquer aumento de oferta adicional.

Continua depois da publicidade

Contratos futuros de petróleo dos EUA, subiam para US$ 72,52 por barril em novembro, enquanto o petróleo Brent, referência para preços fora dos EUA, subiam para mais de US$ 81 o barril.

5. Nike divulga lucros após o fechamento.

A Nike publica os resultados após o fechamento, o primeiro desde sua controversa campanha publicitária com o ex-quarterback da NFL, Colin Kaepernick.

As vendas da empresa de vestuário atlético saltaram 31% após o lançamento dos anúncios.

Continua depois da publicidade

Kaepernick foi o astro da campanha de aniversário “Just Do It” da Nike e um dos jogadores de futebol que se ajoelharam durante o hino nacional para protestar contra o racismo. As ações provocaram duras críticas para Kaepernick e outros para Trump.

Em média, os analistas esperam que a gigante de roupas esportivas registre um lucro de 62 centavos de dólar por ação, com receita de cerca de US$ 9,9 bilhões.

Outras empresas que deverão divulgar resultados hoje são KB Home eJabil Circuit.

Leia mais sobre: Economia, Internacional, Mercado

Última atualização por Victor Fermino - 25/09/2018 - 9:03