Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Vaping pode ajudar milhares a parar de fumar, diz estudo da University College London

17/10/2019 - 7:23
Anualmente, entre 50 mil e 70 mil fumantes britânicos trocam os cigarros tradicionais pelos eletrônicos (Imagem: David Paul Morris/Bloomberg)

O vaping ajudou dezenas de milhares de britânicos a parar de fumar, segundo um estudo, destacando a posição mais tolerante do Reino Unido sobre os cigarros eletrônicos enquanto os dispositivos enfrentam crescente oposição nos Estados Unidos.

Anualmente, entre 50 mil e 70 mil fumantes britânicos trocam os cigarros tradicionais pelos eletrônicos, de acordo com relatório de pesquisadores da University College London. O estudo analisou o aumento do uso do vaping desde 2011, que mostrou uma correlação com um padrão de taxas decrescentes de fumantes desde então.

O relatório destaca uma diferença de atitude em relação ao vaping nos EUA e no Reino Unido. Vários estados e cidades americanas têm acesso limitado aos novos dispositivos, após mais de 1 mil casos de doenças terem sido associados a líquidos ligados ao composto psicoativo da cannabis.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Não houve propagação semelhante de doenças na Europa, e autoridades de saúde do Reino Unido reiteraram sua posição de que o vaping é menos prejudicial que o cigarro, incentivando fumantes a fazerem a troca.

“A Inglaterra parece ter encontrado um equilíbrio sensato entre regulamentação e promoção de cigarros eletrônicos”, disse a autora Emma Beard. “Milhões de fumantes estão usando-os para tentar parar de fumar ou reduzir a quantidade” de cigarros que fumam.

Os dados foram baseados em milhares de fumantes entre 2006 e 2017. Os pesquisadores acompanharam os esforços dos fumantes para parar de fumar e o uso de cigarros eletrônicos. Os resultados foram publicados na quinta-feira pela revista científica Addiction, e o estudo foi financiado pela Cancer Research UK

Michael R. Bloomberg, fundador e acionista majoritário da Bloomberg LP, controladora da Bloomberg News, fez campanha e doou recursos em apoio à proibição de cigarros eletrônicos com sabor e tabaco e apoia iniciativas para reduzir a demanda global por tabaco em todo o mundo.

Última atualização por Lucas Simões - 17/10/2019 - 7:26