Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Vale ruma para valor de mercado de US$ 100 bilhões, aponta BTG Pactual

Gustavo Kahil - 08/01/2019 - 7:29

A Vale (VALE3) está rumando para atingir o valor de mercado de US$ 100 bilhões, afirma o BTG Pactual em um relatório enviado a clientes nesta segunda-feira (7) à noite. Os analistas Leonardo Correa e Gerard Roure reiteram a recomendação de compra e o preço-alvo de US$ 20, o que representa um potencial de valorização de 42,6% na comparação com o valor atual.

Chegou o Pré-Market Money Times! CADASTRE AGORA e Receba antes do mercado

“A Vale continua a dominar o mercado de minério de ferro de alta qualidade e é a principal beneficiária da tendência de “fuga para a qualidade” do setor”, ressaltam os analistas. Eles entendem que a mineradora poderia distribuir um rendimento de dividendos próximo de 10% em dólares em 2019, o que acreditam ainda estar subestimado pelo mercado.

Continua depois da publicidade

“Vemos a Vale negociando perto de 4,0 vezes o Ebitda estimado para 2019 e esperamos que as atualizações de lucros ocorram nas próximas semanas”, destacam.

Visão macro

De acordo com o BTG, os ventos favoráveis macroeconômicos estão começando a ressurgir após tempos turbulentos, o que reforça a sugestão de compra dos papéis, uma vez que investir em commodities tem sido bastante desafiador nos últimos meses.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

“Os tweets (de você sabe quem), a desaceleração da China, as guerras comerciais, um Fed decepcionante – foram forças determinantes que derrubaram os preços das commodities. Nesse contexto, nossa impressão é de que os investidores têm reduzido a exposição ao setor em todas as carteiras de risco”, ressaltam.

No entanto, a maré pode estar mudando após os últimos acontecimentos: o corte de juros na China (após os PMIs – índices da indústria – caírem abaixo de 50 pontos), a retomada das negociações comerciais entre a China e os EUA e um Fed mais condescendente.

“Esses eventos indicam que os formuladores de políticas estão cientes dos riscos recentes e dispostos a tomar medidas firmes para proteger o crescimento, em nossa opinião. Assim, aproveitamos a oportunidade para reforçar um de nossos chamados de alta convicção: Vale”, pontuam.

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você