Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Vale reduz nível de emergência da Barragem Vargem Grande, em Minas

Agência Brasil - 05/06/2019 - 13:38
Vale rebaixou o nível de alerta para emergência no local de 2 para 1, na escala dentro do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM)

Após realizar melhorias estruturais na Barragem Vargem Grande, na Mina de Abóboras, em Nova Lima (MG), a mineradora Vale rebaixou o nível de alerta para emergência no local de 2 para 1, na escala dentro do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM).

Segundo a empresa, a mudança foi registrada ontem (4) pela Vale no Sistema Integrado de Gestão de Segurança de Barragens de Mineração (SIGBM), da Agência Nacional de Mineração (ANM). A informação foi divulgada hoje (5).

De acordo com a Vale, foram feitos desde janeiro o rebaixamento do nível de água do reservatório; a limpeza dos canais de drenagem; estudos de sensibilidade, pela empresa auditora, para avaliação do impacto do rebaixamento do nível d’água na estabilidade da barragem; e avaliação técnica das deformações apresentadas no sistema de monitoramento por inclinômetros.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

“A expectativa é de que, com a continuidade dessas ações, a estrutura seja totalmente retirada da condição de alerta”, informou a Vale. Com isso, o trecho da BR-356 entre os quilômetros 37 e 40, que poderia ser atingido em caso de rompimento da barragem, não necessita mais da operação assistida.

A empresa informou que a declaração do nível 2 de alerta foi tomada de forma preventiva, no dia 20 de fevereiro, “devido à falta de parâmetros para avaliação de deformações apontadas no sistema de monitoramento por inclinômetros”.

A Zona de Autossalvamento (ZAS) da barragem também foi evacuada, com a retirada de 51 pessoas do condomínio Solar da Lagoa e das vilas A e Codornas da empresa AngloGold Ashanti. A Defesa Civil foi informada sobre a mudança no alerta e, segundo a Vale, será feita uma reunião com os moradores para avaliar o retorno para as casas.

Novo diretor

A mineradora informou também hoje (5) que o diretor-presidente, Eduardo Bartolomeo, indicou Carlos Medeiros para a recém-criada Diretoria Executiva de Segurança e Excelência Operacional. Ele já foi nomeado pelo Conselho de Administração da companhia.

Medeiros é executivo sênior com carreira internacional. Graduado em Engenharia Aeronáutica e Mecânica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), e pós-graduado em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), ele atuou na Ball Corporation, que fabrica latas de alumínio, como presidente para América do Norte e Central, gerindo 22 plantas nos Estados Unidos, Canadá e América Central.

Também foi presidente da Rexam na América Latina e trabalhou por 25 anos na Pilkington / Nippon Sheet Glass, na América do Sul e Ásia.

“A escolha reforça o comprometimento da Vale pela busca de padrões operacionais em linha com as melhores referências no mundo. A sua comprovada capacidade de liderar grandes projetos de transformação, aliada à disciplina e forte orientação para processos, trarão uma importante contribuição para a segurança e a eficiência das nossas operações”, disse a nota da Vale.

A empresa destaca que a criação da nova diretoria “está alinhada com os novos pilares estratégicos da Vale de segurança e excelência operacional e do novo pacto com a sociedade”, além do “compromisso de tornar a Vale a mais segura e confiável empresa de mineração no mundo”.

Última atualização por Rafael Borges - 05/06/2019 - 13:38