Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Usiminas abre a temporada de balanços na quinta; ações caem mais de 1%

Investing.com Brasil - 17/04/2019 - 14:09
Expectativa é de números parecidos com o quarto trimestre do ano passado, diz BB-BI (Fonte: Usiminas)

Por Investing.com

A Usiminas (USIM5) irá abrir a temporada de balanços do primeiro trimestre nesta quinta-feira, antes da abertura do mercado. Para o Banco do Brasil Investimentos (BB-BI), a expectativa é de números parecidos com o quarto trimestre do ano passado, que havia sido fraco devido a menores volumes de vendas e pressões de custos. Assim, as ações da companhia operam com queda de 1,56% a R$ 8,81.

Analistas do banco destacam que no setor de siderurgia deve ser observado, mais uma vez, o aumento de pressões de custos devido ao avanço dos preços de matérias-primas. Apesar disso, a aposta é de um trimestre levemente melhor em termos de volumes quando comparado ao 4T18.

Como declarar investimentos no IR? Baixe agora o nosso guia completo

>>> Invista em Imóveis de Maneira Inteligente e Seja Dono dos Maiores Empreendimentos do Brasil [SAIBA COMO] <<<

O BB-BI lembra que a companhia anunciou aumentos de preços no início do ano para todos os segmentos, entretanto, desde o fim de 2018, houve pressões por descontos, os quais foram dados, e estes aumentos de preços deverão ser apagados pelos descontos mencionados.

Para as montadoras, parte destes aumentos deve ser implementado já no 1T19 e a outra parte a partir de abril, devido às montadoras asiáticas (onde os preços são aplicados posteriormente). Já para custos, a empresa mencionou durante a teleconferência de resultado do 4T18 que haveria expectativa de redução de ~4% no custo caixa para o 1T19; entretanto, com o evento de Brumadinho e o aumento nos preços de MF, os menores custos não devem ser na proporção previamente esperada.

Já no segmento de mineração, apesar dos efeitos negativos nos custos, o aumento nos preços de MF contribuiu para maiores receitas que, juntamente com maiores volumes vendidos no período e melhor qualidade, devem contribuir para melhores margens.

Assim, o BB-BI espera por um EBITDA de R$ 627 milhões, retraindo 25% t/t (4T18 teve o impacto não recorrente do ICMS na base do PIS/COFINS) e -2% a/a. Já a receita líquida deve ser de R$ 3,792 bilhões, contra R$ 3,224 de um ano atrás, com o lucro líquido de R$ 179 milhões ficando abaixo dos R$ 401 milhões do fechamento de 2018, mas acima dos R$ 157 milhões do mesmo período do ano passado.

O consenso do mercado aponta para um lucro líquido por ação de R$ 0,18, sendo que no trimestre passado foi de R$ 0,28, superando as estimativas de R$ 0,21. Já no mesmo trimestre de 2018, o resultado foi de R$ 0,11 por papel.

Em relação as receitas, o mercado espera resultado de R$ 3,82 bilhões, acima dos R$ 3,43 bilhões de três meses antes e de R$ 3,24 bilhões do primeiro trimestre de 2018.

A Gerdau (GGBR4) e a CSN (CSNA3) devem divulgar seus números somente no dia 8 de maio.

Última atualização por - 17/04/2019 - 14:09