Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

União Europeia envia assessor para finalizar crise na Venezuela

Bruno Andrade - 28/05/2019 - 10:47
Venezuela
Venezuela vive crise humanitária e presidente não quer sair do poder (Imagem: Leandra Felipe – Repórter da Agência Brasil/EBC)

A UE (União Europeia) indicou o ex-banqueiro hispano-uruguaio Enrique Iglesias como mediador para tentar por fim à crise política na Venezuela. O nomeado já foi ministro da relações exteriores do Uruguai e ex-presidente do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

A intenção é pressionar de forma diplomática o presidente Nicolás Maduro a deixar o cargo e promover eleições livres por todo o país.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

O presidente venezuelano se mantém no poder devido a seu apoio militar: Maduro detém em sua base cerca de 2000 generais. O governista utiliza esta estrutura para sua auto-proteção política, evitando desta forma possibilidade de golpe pelo auto-proclamado Juan Guaidó.

Diplomacia ou intervenção?

O presidente dos EUA Donald Trump considera a intervenção militar como um caminho possível, tendo em vista a ineficiência nas pressões diplomáticas já impostas para Maduro.

Por sua vez, a UE prefere via diplomática. A escolha de Inglesias ocorreu devido a capacidade de diálogo com ambos os lados.

 

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 28/05/2019 - 10:47