Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Um em cada cinco brasileiros entrou no cheque especial em agosto, aponta Guiabolso

Renan Dantas - 08/10/2019 - 16:58
Tanto a incidência quanto o valor médio recuaram na comparação com o mês anterior, mas ficaram acima do registrado em janeiro

Números levantados pelo aplicativo Guiabolso, que possui 245 mil usuários em todo país, revelaram que mais de 20% das pessoas recorreram ao cheque especial em agosto como tentativa de equilibrar as contas, um em cada cinco brasileiros. O juro para quem escolheu essa opção foi de, em média, R$ 107.

Tanto a incidência quanto o valor médio recuaram na comparação com o mês anterior, mas ficaram acima do registrado em janeiro.

Média histórica

Desde agosto de 2018, a média de usuários que utiliza cheque especial oscila, mas permanece na proporção de um em cada cinco.

Já o valor pago, chegou a ficar abaixo de 3 dígitos em janeiro (R$ 97,70). Mas desde então decolou até incríveis R$ 121 em abril. De lá pra cá, vem recuando gradativamente.

Fonte: Guiabolso

“O juro do cheque especial é um dos mais caros que existem e está em quase 13% ao mês. A recomendação imediata é trocar o quanto antes essa dívida por uma mais barata, como um empréstimo pessoal”, orienta o diretor de Produto e Tecnologia do Guiabolso, Julio Duram.

“É aceitável usar o cheque especial por alguns dias por causa de uma emergência ou um pequeno ajuste no orçamento. Agora, se a situação se repete todo mês, o problema é mais grave e pode exigir ajustes e uma visão mais detalhada e frequente do orçamento, de quanto e de como se gasta”, aconselha Duram.

O valor médio de juros pago por quem ficou no rotativo foi de, em média, R$ 87,31. O valor aumentou praticamente R$ 16 desde o começo do ano (Arquivo/Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Cartão de crédito

Outra dor de cabeça enfrentada por pouco mais de 5% das pessoas responde pelo cartão de crédito. “Jogar parte dessa dívida pro mês seguinte pode ser o início de uma bola de neve capaz de acabar com o orçamento de qualquer um”, compara o diretor do Guiabolso.

O valor médio de juros pago por quem ficou no rotativo foi de, em média, R$ 87,31. O valor aumentou praticamente R$ 16 desde o começo do ano (variação de 22%).

Assim como no cheque especial, os juros do cartão de crédito subiram gradativamente até junho. Nos últimos meses, o valor começou a recuar, assim como o total de pessoas que utilizam esse recurso.

Fonte: Guiabolso

Open banking

Julio Duram aposta em um movimento já iniciado em outros países e com discussões iniciais lideradas aqui no Brasil pelo Banco Central como um aliado para baixar a média de juros do cheque especial e do cartão de crédito.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

“Acredito que o open banking possa contribuir com juros menores e personalizados. Partindo do ponto que o cliente é dono da própria informação bancária e poderia autorizar outras instituições a usá-las, seria possível afastar o risco de não pagamento que costuma ser incluído nas tarifas e aumentar a concorrência entre os que ofertam. E aí sim o consumidor poderia sair ganhando”, propõe Duram.

Última atualização por Renan Dantas - 08/10/2019 - 17:06