Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Três cenários, uma decisão: Goldman Sachs avalia possibilidades para BCE

Valter Outeiro da Silveira - 11/09/2019 - 14:32
Goldman Sachs avalia política monetária do BCE (Imagem: Pixabay)

Dentre as maiores preocupações do mercado, além da guerra comercial, aparecem os destinos das políticas monetárias dos principais bancos centrais do mundo (Federal Reserve, BCE e BoJ), em meio a um ambiente com taxas básicas de juro negativas ou próximas a zero.

Neste contexto, o Goldman Sachs delineou três possíveis cenários para a reunião do BCE desta próxima quinta-feira (11), avaliando o cenário-base e outros dois panoramas possíveis para a decisão de Mario Draghi, presidente da autarquia.

De acordo com o banco, a taxa de deposito interbancário poderá ser cortada. O cenário-base do Goldman Sachs, de acordo com documento obtido pelo website Zero Hedge, é de corte de 20 pontos-base, podendo ser inferior, de 0,1 ponto percentual, ou superior, na casa de 0,3 ponto percentual.

€ 23 bilhões

Caso o corte de 20 pontos-base se materialize pelo BCE, os lucros dos bancos europeus devem ser reduzidos em € 5,6 bilhões. O Goldman Sachs tem 32 instituições financeiras dentro de seu universo de cobertura.

A equipe de análise do banco avalia que, desde a introdução das taxas negativas em 2014, cerca de € 23 bilhões já foram pagos pelos bancos europeus.

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 11/09/2019 - 14:32