Últimas Notícias Eleições 2018 Comprar ou vender?
Cotações por TradingView

Telebras dispara 50% após STF liberar contrato

Gustavo Kahil - 17/07/2018 - 13:11

As ações da Telebras (TELB3; TELB4) disparam em relação ao anúncio de que o STF suspendeu na noite de ontem liminar que impedia o prosseguimento do programa “Internet para Todos”, desenvolvido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Ministério da Defesa (MCTIC) e a Telebras.

Na máxima do dia, os papéis preferenciais (TELB4) atingiram o preço de R$ 25,51. O valor corresponde a uma alta de 57,5%. Já os ordinários (TELB3) alcançaram uma valorização de 16,2%, a R$ 31,56. O “Internet para Todos” emprega o SGDC (Satelite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas), para a distribuição do sinal de banda larga, e terá cobertura em todo o território nacional.

O satélite está em operação há mais de um ano e, além de ampliar o acesso à internet banda larga na Região Norte do país, também serve para uso da comunicação estratégica das Forças Armadas, na banda X.

A decisão de Cármen Lúcia atendeu a um agravo interposto pela União contra o indeferimento proferido pela presidente do STF que atendeu a uma sanção imposta pela Primeira Vara Federal de Manaus (AM) contra o contrato entre as operadoras. A suspensão da Justiça Federal impedia o funcionamento de 100% da capacidade do satélite, que depende dos equipamentos fornecidos pela empresa norte-americana Viasat.

A União alegou que a paralisação das operações do satélite trazem “prejuízos ao interesse público e grave lesão às ordens pública e econômica”. Foram investidos R$ 1,73 bilhão para construção e lançamento do satélite, que tem validade de 18 anos. A defesa da União reiterou que cada dia não utilizado do satélite também representa prejuízos para programas sociais.

(Com Agência Brasil)

Leia mais sobre: Mercados, STF, Telebras
Últimas Notícias