Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Taesa vê lucro encolher 31% no primeiro trimestre; ações recuam mais de 3%

Investing.com Brasil - 15/05/2019 - 11:07
Somando também as participações, as receitas recuaram 13,9% para R$ 456,6 milhões

Por Investing.com

Na parte da manhã desta quarta-feira na bolsa paulista, as ações da Transmissora Aliança de Energia Taesa(TAEE11) operam com forte queda de 3,58% a R$ 24,78.

Nos primeiros três meses do ano, a companhia registrou lucro líquido de R$ 159,6 milhões, montante que representa queda de 31% na comparação com os R$ 231,2 milhões registrados no mesmo período do ano passado.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Já o resultado consolidado somado às participações foi de R$ 347,6 milhões, alta de 18,3% em relação aos R$ 293,8 milhões de um ano antes.

A receita líquida do período entre janeiro e março deste ano foram de R$ 362,7 milhões, queda de 13,4% em relação aos R$ 418,6 milhões na base anual. Somando também as participações, as receitas recuaram 13,9% para R$ 456,6 milhões.

Com isso, o Ebitda do primeiro trimestre foi de R$ 310,9 milhões, uma retração de 16,7% na comparação com os três primeiros meses de 2018, quando foi de R$ 373,4 milhões. Já a margem Ebitda caiu de 89,2% para 85,7%.

O BTG Pactual (BPAC11) destaca que a companhia tem nove projetos de transmissão em construção, sendo que cinco já obtiveram licença de instalação. Dos quatro blocos restantes, dois estão prestes a receber a permissão para a instalação.

Para a equipe do banco, a Taesa é negociada em uma avaliação esticada. O preço-alvo de R$ 25,00 é derivado de DDM e descontado a uma taxa real de 7,5% kE.

A Mirae Asset avalia que o resultado veio ligeiramente abaixo do esperado, devido aos impactos com o SAP. As perspectivas para a empresa continuam favoráveis e com crescimento. É uma boa pagadora de dividendos e para 2019 é esperado um dividend yield de 8,8%. No momento, devido ao pequeno upside, a recomendação é neutra para a Taesa.

Última atualização por Bruno Andrade - 15/05/2019 - 11:07