Últimas Notícias Nova Previdência Cotações Comprar ou Vender Criptomoedas Empresas
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Supermercados veem crescimento de 10,3% para vendas de fim de ano

Diana Cheng - 30/10/2018 - 16:56
(Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Segundo a Pesquisa Natal 2018, feita pela Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) entre 4 de setembro e 5 de outubro e divulgada hoje (30) pelo Departamento de Economia e Pesquisa da entidade, a expectativa dos supermercadistas para as vendas de fim de ano é de crescimento nominal de 10,27%.

Embora apresente um quadro otimista, boa parte dos empresários do setor mantém cautela quanto às suas encomendas. 66% dos empresários entrevistados acreditam que o nível de compras irá se igualar ao das indústrias e fornecedores neste ano, enquanto que 18% preveem aumento do volume de vendas em relação a 2017.

João Sanzovo Neto, presidente da ABRAS, afirma que o setor de supermercados vem apresentando resultados positivos, o que dá a entender que o mercado está caminhando em direção à recuperação econômica. “Nossa Pesquisa Natal mostra que alguns itens tiveram crescimento nas apostas na comparação com 2017, o que demonstra melhor confiança dos supermercadistas para o período”, conclui.

Produtos mais vendidos

O vinho importado e o panetone estão cotados para ser os produtos mais consumidos no Natal e no Réveillon, representando, respectivamente, 13,81% e 13,06% do total de vendas. Refrigerantes, com 12,44%, carne bovina, 12,35%, cerveja, 12,19% e frango congelado, 12,11%, são os próximos itens de preferência da lista.

Produtos típicos

Além do panetone, as apostas nas vendas de frutas nacionais, respondendo a 11,38%, e frutas secas, 9,70%, é grande. O peru registrou 7,14%, uma pequena alta de 0,07 pontos percentuais em relação ao ano passado. Entre as carnes mais consumidas, destaca-se o pernil, com perspectiva de alta de 11,91%. Os peixes frescos lideram as apostas dos empresários, com 11,25%, seguidos dos congelados, 9,10%, e do bacalhau, 8,85%.

Importados

As vendas em relação a produtos importados ficaram em 6,92%. Em relação ao ano passado, os vinhos apresentaram acréscimo nas encomendas, de 5,77% para 13,81%. As perspectivas sobre frutas importadas também estão altas – 11%.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Estratégias de venda

Os pontos de venda, com 47%, são as principais estratégias apontadas pelos supermercadistas, seguidos da degustação de produtos, compondo 19%, brindes, 18%, e promoção, 16%.

Preços

Devido à alta do dólar, as maiores variações dos preços vieram justamente dos importados. Frutas representam 11,46%, seguidas pelos importados em geral, com 10,80%, e vinhos, com 10%.

Presentes

A maior aposta dos empresários do setor é a caixa de bombom, representando 10,51%. Eletrônicos, com 10%, e brinquedos para as crianças, com 8,27%, também são as principais opções do consumidor.

Emprego

Dos supermercadistas entrevistados, 33% pretendem contratar mão de obra temporária. Tal percentual representa um aumento sobre os 23% de 2017. Desses 33%, 85% falam em contratar até 50 funcionários. A perspectiva é de que o setor consiga gerar 11 a 14 mil vagas temporárias, incluindo as intermitentes, para as vendas de fim de ano. Operador de caixa, com 26,47%, repositor, 24,51%, empacotador, 21,57% e entregador, 10,78%, representam as principais funções mencionadas pelos empresários.

Confira as principais notícias dos jornais desta terça-feira