Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Startups de tecnologia priorizam contratação de mulheres

Diana Cheng - 05/09/2019 - 18:26
Equipe de funcionários da International School (Imagem: Divulgação)

Startups como a Linte, a Qulture.Rocks e a International School estão mudando a realidade dos ambientes de trabalho de tecnologia. As empresas passaram a priorizar a contratação de mulheres em uma área predominantemente ocupada por homens, além de colocá-las em cargos de liderança nas áreas de vendas, marketing e atendimento ao cliente.

Sobre a mudança do paradigma, as empresas destacam a velocidade com que as startups fecham negócios e a implantação dos programas de diversidade, que ganharam visibilidade e mais adeptos nos últimos anos.

Uma pesquisa da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro-PR) revelou que a taxa de crescimento de mulheres empregadas na área entre 2007 e 2017 é de 48%, tendo Paraná como o estado que melhor remunera o grupo do setor.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Sobre as startups

A Linte é um software inteligente voltado para a gestão e automação de contratos. Seu quadro de funcionários atualmente conta com 30 pessoas, das quais 12 são mulheres e duas estão em cargo de liderança. A meta, segundo a startup, é contratar mais dez mulheres até o fim do ano.

Time feminino da Qulture.Rocks (Imagem: Divulgação)

A Qulture.Rocks também atua como software de gestão e tem como vice-presidente uma figura feminina. A empresa possui 54 funcionários, sendo 20 mulheres. Para o próximo mês, espera-se a contratação de mais sete mulheres.

A International School tem soluções para o aprendizado da língua dentro de escolas. São mais de 200 funcionários atuando, com 13 mulheres em cargos de liderança nas áreas comercial, editorial, produto, logística e marketing. No ano passado, a startup ultrapassou a marca de 100 profissionais mulheres.

Última atualização por Diana Cheng - 05/09/2019 - 18:26