Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Startup insere realidade virtual e gamificação em treinamento de alunos de medicina

Diana Cheng - 23/05/2019 - 17:07
Startup pretende faturar R$ 5 milhões até o fim do ano (Imagem: Pixabay)

A MedRoom entrou no mercado com um conceito ambicioso: aliando ensino a tecnologia, a startup faz uso de realidade virtual e gamificação durante o treinamento de estudantes de medicina. Os recursos, atestados pelo Hospital Albert Einstein, possibilitam que toda a anatomia e a fisiologia do corpo humano sejam analisados com profundidade.

“Nosso objetivo é ajudar o aluno a consolidar o conhecimento teórico para chegar à prática melhor preparado”, afirma Vinicius Gusmão, CEO da MedRoom. “Não viemos para substituir o uso de cadáveres, mas sim para somar em uma etapa anterior a isso”.

Sandro Nhaia e Vinicius Gusmão, fundadores da MedRoom (Imagem: Divulgação/MedRoom)

A startup conta com 25 pessoas em sua equipe. Seu intuito é aumentar o faturamento, que já ultrapassou R$ 1 milhão, para R$ 5 milhões até o fim do ano. A MedRoom também quer expandir seus laboratórios virtuais para 30% das faculdades de medicina brasileiras até 2020.

Continua depois da publicidade

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Gusmão conta que ainda pretende desenvolver simulações de casos clínicos: “Os alunos vão conseguir treinar como receber e conversar com pacientes, examiná-lo, fazer o diagnóstico, decidir quais procedimentos ou medidas tomar e, por fim, chegar à realização do procedimento de fato”, explica o executivo.

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você