Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

StartOut Brasil define as 17 startups que irão participar de imersão em Boston

Renan Dantas - 16/09/2019 - 17:43
Entre os dias 22 e 27 de setembro, as empresas selecionadas farão uma imersão no ecossistema de Boston, Estados Unidos, para visitar aceleradoras, incubadoras e empresas locais (Imagem: Pixabay)

O StartOut Brasil, programa que dá apoio à inserção de startups brasileiras em ecossistemas de inovação do mundo,  apresentou o nome das 17 startups que irão participar do seu 8º ciclo de internacionalização.

Foram selecionados 15 negócios na categoria “ampla concorrência”, que são startups que nunca participaram ou participaram de apenas um Ciclo do StartOut Brasil, e duas startups na categoria “graduadas”, composta por empresas que já estiveram em dois ou mais ciclos de imersão oferecidos pelo programa.

Entre os dias 22 e 27 de setembro, essas empresas farão uma imersão no ecossistema de Boston, Estados Unidos, para visitar aceleradoras, incubadoras e empresas locais; participar de seminário de oportunidades, reuniões com prestadores de serviços e encontros de negócios organizados pelo programa; e realizar uma apresentação para possíveis investidores e parceiros.

Veja abaixo quais foram as startups escolhidas para participar na categoria “ampla concorrência”:

1 – Engage – solução para estruturar os principais processos de desenvolvimento de pessoas dentro de uma organização;
2 – APTAH – empresa de bioinformática especializada em desenvolver e validar novos medicamentos e métodos de diagnóstico;
3 – InEvent – especialista em soluções digitais para eventos e desenvolvedora de soluções para credenciamento, logística, aplicativos de engajamento, métricas em tempo real e coletores sociais de dados;
4 – Starline Tecnologia S/A – desenvolvedora de soluções que geram clareza e simplificam todas as etapas de um processo de avaliação;
5 – Eco Panplas – tecnologia produtiva limpa e sustentável, voltada para a reciclagem de embalagens plásticas de óleo lubrificante;
6 – Pix Force – empresa que utiliza tecnologias de visão computacional, inteligência artificial e machine learning para aquisição e interpretação automática de imagens e vídeos;
7 – SlicingDice – solução baseada em nuvem que fornece todas as ferramentas fundamentais usadas por técnicos e executivos para transformar os dados brutos das empresas em decisões orientadas para os negócios;
8 – PluriCell Biotech – empresa de Pesquisa e Desenvolvimento cujo principal foco é gerar células humanas especializadas a partir de células-tronco;
9 – Bright Cities – plataforma que executa um algoritmo complexo com toneladas de dados para criar um roteiro feito sob medida para que cidades possam se tornar mais inteligentes;
10 – Delfos Intelligent Maintenance – tecnologia que permite alcançar excelência operacional aproveitando todos os dados disponíveis dentro da organização;
11 – Cíngulo – aplicativo de terapia guiada que ajuda as pessoas a superarem os problemas emocionais e aumentarem o autoconhecimento;
12 – GYTH Desenvolvimento de Sistemas Ltda. – empresa de otimização de processos e gestão de logística;
13 – Aerothermal Solutions – desenvolvedora de projetos complexos para diversos segmentos da indústria, como aeroespacial, óleo e gás, pesada, transportes e máquinas e equipamentos;
14 – 3D Biotechnology Solutions – startup que possibilita a construção de tecidos humanos vivos que comprovadamente funcionem como tecidos nativos;
15 – Ubivis – solução completa para otimizar a operação industrial com a utilização de IoT;

E as selecionadas como “graduadas”:

1 –Portal Telemedicina LTDA – central médica online que une tecnologia e medicina para atender clientes em todas as etapas do negócio;
2 – RECICLAPAC – empresa especializada no desenvolvimento de tecnologias de embalagens para logística reversa otimizada.

Brasil

Nos dias 23 e 24 de agosto, os participantes tiveram a oportunidade de participar de um workshop presencial em São Paulo, no qual assistiram palestras do Centro de Inovação, Excelência e Liderança (IXL Center), da Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP) e do SelectUSA, programa do governo dos EUA que facilita o processo de conquista de investimento.

Durantes os dois dias, as startups puderam conhecer melhor cada um dos organizadores do StartOut Brasil, bem como realizar network, ter acesso à agenda da missão e passar por Elevator Pitch, treinamento de pitch e reuniões com o matchmaker.

Para Roberto Machado, co-fundador da MarketFit, plataforma americana de aceleração de startups focada em treinamento de pitch, o trabalho iniciado durante o workshop ainda não terminou.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

“Meu papel é de ajudar as startups na preparação do pitch, ou seja, capacitá-las para se apresentarem aos investidores e outros parceiros locais que elas vão encontrar em Boston. Esse é um trabalho que está sendo desenvolvido, mas que ainda não está pronto. Temos mais umas quatro semanas para deixar os empreendedores preparados para a missão”, comenta Machado.

De acordo com o executivo, o mercado de Boston é dinâmico e bem desenvolvido. É um dos hubs de inovação dos Estados Unidos, junto com o Vale do Silício, Nova York e Los Angeles, por exemplo. Por isso, a missão será, não apenas para a venda de soluções e tecnologias, mas também para que os empreendedores aprendam sobre um dos principais mercados americanos.

Última atualização por Diana Cheng - 16/09/2019 - 17:43