Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Senior Solution é a ação que você precisa ficar de olho

Gustavo Kahil - 23/07/2017 - 17:18

Senior Solution

A Senior Solution, especialista no desenvolvimento de softwares para o setor financeiro, é um caso de sucesso no mercado de ações. Não é só pelo desempenho de 57% no ano, mas pela trajetória desde a sua estreia em 2013. Na ocasião, a empresa captou R$ 62 milhões em uma oferta realizada no Bovespa Mais, um portal de entrada para as empresas de pequeno porte.

Após uma reunião com Bernardo Gomes (CEO) e Thiago Rocha (diretor de Relações com Investidores), o Credit Suisse divulgou um relatório sobre a empresa, que anunciou este ano a sua migração para o Novo Mercado, que é o segmento de nível mais elevado de governança corporativa.

Aquisições

Continua depois da publicidade

“Assim como a Linx, a Senior Solution é uma combinação feita por uma posição de liderança e esforços para atuar como um consolidador do mercado”, ressaltam os analistas Daniel Federle e Juan Pablo Alba. A empresa, ressalta o Credit Suisse, normalmente paga baixos múltiplos em suas aquisições – algo em torno de 1 vez o valor da empresa sobre as vendas – e trabalha para expandi-las após assumir o controle.

A maior e mais recente foi a att/PS por R$ 50 milhões, em novembro de 2016. A empresa atua nos segmentos de bancos, entidades de previdência e operadoras de saúde.

“O racional por trás das atividades de fusões e aquisições é comprar melhores soluções complementares para explorar as oportunidades de vendas cruzadas e aumentar a participação do mercado e ganho de escala”, destaca o Credit Suisse.

Crescimento

A Senior Solution trabalha com o modelo de assinaturas com pagamentos mensais e não no novo modelo de hospedagem na “nuvem”. Isso acontece porque muitas instituições financeiras preferem manter as estruturas “in company”.

Os executivos disseram aos analistas que as margens menores (entre 11% e 12%) em comparação com os concorrentes Totvs (15%) e Linx (20%) se devem ao fato de a empresa ter uma menor escala. O último ponto levantando pelo Credit Suisse é a migração para o Novo Mercado, o que poderá elevar a visibilidade e liquidez das ações.

“Além disso, a transição irá permitir que investidores estrangeiros e fundos de pensão negociem as ações da companhia”, ressalta o banco.

Última atualização por - 05/11/2017 - 13:59