Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Seguindo exterior, Ibovespa futuro abre a terça-feira com valorização

Investing.com Brasil - 08/01/2019 - 9:18

Por Investing.com – O índice futuro do Ibovespa abre a jornada nesta terça-feira seguindo a tendência das bolsas da Europa, e também dos índices futuros de Wall Street, com ganhos de 0,61% aos 92.480 pontos.

Em novembro de 2018, a produção industrial nacional variou 0,1% frente a outubro (série com ajuste sazonal), interrompendo quatro meses seguidos de taxas negativas, período em que acumulou queda de 2,8%. Em relação a novembro de 2017 (série sem ajuste sazonal), a indústria caiu 0,9%, revertendo a expansão de 0,8% de outubro.

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) registrou alta de 0,44 por cento na primeira leitura de janeiro, depois de ter avançado 0,29 por cento em dezembro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira.

A equipe econômica do novo governo estuda proposta de reforma da Previdência que prevê uma regra de transição de 10 a 12 anos, de acordo com reportagem da Folha de S.Paulo desta terça-feira, o que representaria uma maior economia de gastos do que a reforma do ex-presidente Michel Temer.

O período é bem mais curto do que os 21 anos previstos na versão de Temer, mesmo após modificações feitas pelo Congresso. Porém, ainda não há um cálculo do impacto financeiro da proposta em formulação pela equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, de acordo com a Folha.

O secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, previu na segunda-feira que Pequim e Washington podem alcançar um acordo comercial “com o qual podemos conviver” enquanto dezenas de autoridades das duas maiores economias do mundo retomavam as negociações em uma tentativa de encerrar a disputa comercial.

O Ministério das Relações Internacionais da China disse que Pequim tem a “boa fé” de trabalhar com os EUA para resolver os atritos comerciais, mas muitos analistas duvidam que ambos os lados possam alcançar um acordo abrangente antes do prazo de março.

Os dados mostram que a principal influência nesta leitura partiu do grupo Alimentação, cuja alta acelerou a 1,02 por cento no período de 0,74 por cento em dezembro, com destaque para o item laticínios.

Bolsas Internacionais

Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,82 por cento, a 20.204 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,15 por cento, a 25.875 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,26 por cento, a 2.526 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,22 por cento, a 3.047 pontos.

A jornada de terça-feira também se mostra positiva para a maior parte das bolsas da Europa. Em Frankfurt, o DAX registra valorização de 0,22% aos 10.777 pontos, enquanto em Londres, o FTSE soma 0,55% aos 6.848 pontos. Já em Paris, o CAC soma 0,33% aos 3.044 pontos.

Commodities

A jornada desta terça-feira foi marcada por valorização para os contratos do minério de ferro negociados na bolsa de mercadorias de Dalian, na China. Desta vez, os ativos com data de vencimento no mês de maio deste ano, apresentaram ganhos de 0,78%, encerrando assim o dia negociados a 514,00 iuanes por tonelada.

Já para o vergalhão de aço, a sessão foi de ganhos modestos para a maior parte dos papéis, transacionados na bolsa de mercadorias de Xangai, também na China. O contrato de maior volume de negócios, também de maio, apresentou alta de 7 iuanaes para 3.505 iuanes por tonelada, enquanto os de janeiro somaram 10 iuanes para 3.866 iuanes por tonelada.

A sessão mostra-se mais uma vez positiva para o petróleo e seus contratos futuros. Em Nova York, o barril do tipo WTI soma 1,42%, ou US$ 0,69, a US$ 49,21, enquanto que em Londres, o FTSE acumula ganhos de 1,55%, ou US$ 0,89, a US$ 58,22.

Mercado Corporativo

O banco digital Inter encerrou 2018 com 1,45 milhão de correntistas, número 3,8 vezes maior que o registrado em 2017, segundo prévia operacional informada nesta terça-feira.

O banco afirmou que abriu no quarto trimestre 414 mil contas, recorde trimestral para a instituição. Considerando apenas dezembro, o Inter registrou 7,7 mil contas novas por dia.

A plataforma de investimento do banco terminou 2018 com 95 mil clientes habilitados para transações.

A Azul (AZUL4) informou nesta segunda-feira que a demanda de passageiros por voos da companhia aérea em dezembro cresceu 13,4 por cento sobre um ano antes.

Já a oferta de assentos nas aeronaves da empresa subiu 13,5 por cento. Com isso a taxa de ocupação dos voos caiu 0,1 ponto percentual ano a ano, para 83 por cento.

Segundo a empresa, a taxa de ocupação doméstica caiu 0,4 ponto percentual, para 81,3 por cento, enquanto a dos voos internacionais cresceu 0,6 ponto, a 88 por cento.

Petrobras (PETR4) informou nesta segunda-feira a nomeação de Carlos Alberto Pereira de Oliveira como diretor da área de Exploração e Produção da companhia, no lugar de Solange Guedes.

Oliveira já tinha sido gerente da área de exploração e produção da companhia entre 1999 e 2002, e diretor de Exploração e Produção de Petróleo e Gás da Petrobras Energia, na Argentina, de 2003 a 2008.

Recentemente, era responsável pela área de gestão de portfolio, de parcerias e de desempenho da diretoria de Exploração e Produção da Petrobras.

A companhia aérea Gol (GOLL4) espera que sua margem operacional tenha ficado entre 19,5 a 20 por cento no 4º trimestre de 2018, ante margem de 13,3 por cento no mesmo período de 2017, de acordo com previsões divulgadas nesta segunda-feira.

A empresa previu ainda um fluxo de caixa operacional de 450 milhões a 500 milhões de reais no último trimestre de 2018.

A companhia também estimou que sua receita unitária do trimestre tenha crescido de 5,5 a 6 por cento ante mesma etapa de 2017 e que a receita unitária por passageiro tenha evoluído entre 6 a 6,5 por cento também na comparação anual.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta segunda-feira que empréstimos de recursos da Caixa Econômica Federal em razão de ligações políticas não serão tolerados, assim como o uso de verbas públicos do banco estatal na “direção equivocada” sem que haja retorno social e estimule a pirataria privada.

“Temos que aprender dessa experiência que a própria eleição de Bolsonaro é um sonoro não da sociedade a esse tipo de comportamento”, disse Guedes, na solenidade de transmissão de cargo do novo presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Em discurso, o ministro da Fazenda perguntou onde estavam todos quando isso aconteceu. “Se somos tão bons, por que não impedimos? Estávamos hipnotizados?”, questionou.

O novo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, descartou nesta segunda-feira planos para privatização do banco, preferindo dar ênfase na abertura de capital de subsidiárias, para destravar valor da instituição.

Em discurso na transmissão de posse, ele exemplificou que a Caixa Seguridade pode dobrar sua lucratividade dois anos depois de sua oferta inicial de ações (IPO) na bolsa.

Guimarães pontuou ainda que a Caixa entrará no mercado de cartões consignados, com a meta de atingir 20 milhões de cartões consignados em quatro anos, e que cogita parceria com Banco do Brasil (BBAS3) para operar microcrédito.

O Banco do Brasil anunciou nesta segunda-feira que Marcelo Labuto, que acabou de deixar a presidência-executiva da instituição, foi nomeado vice-presidente de negócios de varejo do banco.

Labuto retorna assim ao cargo que ocupava antes de assumir a presidência interina do banco, que ocupou por cerca de três meses, até a chegada de Rubem Novaes, também nesta segunda-feira.

O Ministério da Economia negou nesta segunda-feira que o governo pagará à Petrobras 14 bilhões de dólares relativos à revisão do contrato de cessão onerosa, em comunicado enviado à imprensa.

A informação havia sido publicada na mídia mais cedo nesta segunda-feira, contribuindo com alta das ações da companhia, segundo operadores.

A pasta explicou que o montante constava em um documento apresentado pelo antigo governo às equipes de transição em uma tabela na qual havia simulações de vários cenários para resolução da questão.

A Dunlop, marca de pneus do grupo japonês Sumitomo Rubber Industries, planeja iniciar produção voltada a caminhões e ônibus no Brasil em março deste ano, ampliando atuação que começou apenas com veículos de passeio em 2013.

A companhia, que compete no país com rivais como a Pirelli, informou nesta segunda-feira que a produção de pneus para veículos pesados deverá começar em ritmo de 500 por dia, dobrando o volume em 2020.

Líder global na produção e fornecimento de produtos de nióbio, a Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) prevê expandir sua capacidade de produção de ferronióbio a 150 mil toneladas até o fim de 2020, contra cerca de 100 mil toneladas no ano passado, informou a companhia nesta segunda-feira.

“A produção de ferronióbio deverá aumentar para 110 mil toneladas em 2019 e chegará a 120 mil toneladas em 2020, terminando o ano com uma capacidade de produção de 150 mil toneladas”, disse a empresa em nota.

Agenda de Autoridades

O presidente Jair Bolsonaro participa na manhã desta terça-feira da reunião semanal do Conselho de Governo. Mais tarde, tem almoço em homenagem ao Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira.

Com Reuters.

Leia mais sobre: Mercados, Sem Categoria

Última atualização por Bruno Andrade - 08/01/2019 - 9:26