Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Secretário de Energia do MME diz que leilão de geração A-4 foi sucesso

Agência Brasil - 28/06/2019 - 14:19
“Foi um leilão exclusivamente de fontes renováveis muito importante dentro da ótica de manter a matriz limpa”, disse o secretário

O secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia (MME), Ricardo Cyrino, disse que o 29º Leilão de Geração A-4, realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em parceria com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), hoje (28) na capital paulista, alcançou sucesso.

“Foi um leilão exclusivamente de fontes renováveis muito importante dentro da ótica de manter a matriz limpa. O resultado representou um nível de investimento de R$ 1,9 bilhão, com geração de 4,5 mil empregos”, disse.

Segundo ele, a demanda declarada pelas distribuidoras já era global dentro do que era a expectativa recente de mercado. “A migração de mercado livre deve ter tido sua colaboração. A maioria dos empreendimentos deixou uma boa parcela – entre 30% e 50% – de energia para ser comercializada no mercado livre”, afirmou.

O objetivo do leilão foi contratar energia proveniente de novos empreendimentos de geração de fontes hidrelétrica, eólica, solar fotovoltaica e termelétrica a biomassa, com início do suprimento a partir de janeiro de 2023.

Continua depois da publicidade

No leilão foram negociados Contratos de Comercialização em Ambiente Regulado (Ccears) por quantidade, com prazo de suprimento de 30 anos, para empreendimentos hidrelétricos; contratos por disponibilidade, com prazo de suprimento de 20 anos, para usinas a biomassa; e contratos por quantidade, com prazo de 20 anos, diferenciados por fontes para empreendimentos a partir das fontes eólica e solar fotovoltaica. Foram negociados empreendimentos em 20 estados.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Valor em reais

O montante financeiro transacionado no leilão foi de R$ 2.644.783.137,43, chegando a 17.497.384,800 MWh – megawatt-hora. O preço de venda médio por MWh foi de R$ 151,15. O preço marginal foi de R$ 201,11, com deságio de 45,03%. Foram 15 usinas vencedoras.

Foram definidos com preços-teto para o leilão: Custo Marginal de Referência do leilão R$ 311,00/MWh; Preço Inicial do Produto Quantidade (empreendimento hidrelétrico): R$ 288,00/MWh; Preço Inicial do Produto Quantidade Eólica: R$ 208,00/MWh; Preço Inicial do Produtor Quantidade Solar: R$ 276,00/MWh; Preço Inicial do Produto Disponibilidade Termoelétrica a Biomassa: R$ 311,00/MWh.

Para este leilão, o sistema de cadastramento da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) recebeu 1.581 projetos, totalizando 51,2 mil MW de potência instalada.

Continua depois da publicidade

Última atualização por Vitória Fernandes - 28/06/2019 - 14:19