Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Salariômetro da Fipe mostra reajustes acima da inflação em fevereiro

Arena do Pavini - 23/03/2019 - 10:50

Por Angelo Pavini, da Arena do Pavini

As notícias até que são boas para um cenário econômico com mais de 12 milhões de desempregados no País. Segundo o salariômetro, indicador da Fundação de Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) que acompanha os resultados de 40 pontos nas negociações coletivas entre sindicatos e empresas, em fevereiro o reajuste mediano – variação entre o maior e o menor aumento de salário no período – ficou em 4% em fevereiro, acima da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que acumula alta de 3,6% em 12 meses.

É o terceiro mês consecutivo de ganhos reais para o trabalhador, segundo os dados coletados pela Fipe na página Mediador do Ministério do Trabalho. Proporcionalmente, 69,2% dos aumentos negociados ficaram acima da inflação medida pelo INPC, 27,7% abaixo do índice e 3,1% iguais ao percentual da inflação. O Piso Mediano, entretanto, continua baixo: R$ 1.107, apenas 11% acima do salário mínimo do País que é de R$ 998,00.

Estratégia Luiz Barsi: As ações da Cielo já estão atraentes?

O reajuste médio nominal dos salários registrados nas negociações, porém, ficou em 2,9% em fevereiro, abaixo da inflação que deve continuar pequena em março e retomar sua trajetória crescente no período de abril a junho, segundo projeções do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

Segundo a Fipe, neste ano de 2019 já foram fechados 1.662 acordos coletivos, que são os pactos celebrados entre um sindicato de uma categoria e uma empresa. Deste total, 319 foram firmados apenas em fevereiro, sendo dois deles com redução de jornada de trabalho e salário.

Também foram firmadas neste mês 20 convenções coletivas, que são os acordos celebrados entre um ou mais sindicatos de empregados de uma categoria econômica e o sindicato patronal. No ano, já são 255 convenções, número 8% acima de 2017, ano em que a conclusão dos acordos coletivos travou, segundo avaliação da Fipe.

Contribuições para sindicatos

Os dados divulgados pela Fipe destacaram ainda que o valor mediano das contribuições recolhidas para os sindicatos é de R$ 128,00 por ano, o equivalente a 12% do salário mensal/ano. O levantamento mostrou também que as empresas participam do pagamento em 10% dos casos.

Algo parecido com o que aconteceu no último ciclo de alta da Bolsa está prestes a se repetir. Veja como é possível ganhar ate +2.691% com estes ativos

Leia mais sobre: Economia, Fipe, Inflação, Salário

Última atualização por - 23/03/2019 - 10:50