Últimas Notícias Nova Previdência Cotações Comprar ou Vender Criptomoedas Empresas
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Saiba o que irá movimentar o mercado de petróleo nesta semana

Investing.com Brasil - 24/03/2019 - 18:01

Por Investing.com

Preocupações com a ampliação da desaceleração econômica global, que podem ameaçar a demanda por petróleo bruto, provavelmente terão o maior impacto sobre os mercados de petróleo na próxima semana.

O índice preliminar de gerentes de compras da IHS Markit, liderado pela Alemanha, caiu para 44,7 em março, seu nível mais baixo desde 2012 e bem abaixo da expectativa dos economistas de 48, segundo mostraram dados na sexta-feira. Foi a terceira leitura consecutiva do índice abaixo de 50 e veio com queda nos novos pedidos e no emprego.

Os dados abaixo do esperado exacerbaram as preocupações com a desaceleração das perspectivas de crescimento global e demanda de energia.

Algo parecido com o que aconteceu no último ciclo de alta da Bolsa está prestes a se repetir. Veja como é possível ganhar ate +2.691% com estes ativos

Os investidores de petróleo continuarão a se concentrar nas perspectivas para a oferta mundial de petróleo bruto, em meio a indicações de que os cortes de produção liderados pela Opep ajudaram a apertar o mercado com excesso de oferta.

A Opep, que junto com alguns produtores não afiliados como a Rússia, conhecida como ‘OPEP +’, concordou no final do ano passado em reduzir a produção em 1,2 milhão de barris por dia (bpd) para sustentar os preços.

Descubra como ganhar dinheiro com ações

Dados recentes sobre os estoques comerciais americanos de petróleo capturarão a atenção do mercado esta semana.

Enquanto isso, a Administração de Informação de Energia (EIA) informou que os o fornecimento inesperado de petróleo caiu quase 10 milhões de barris na semana encerrada em 15 de março, a maior desde julho, graças à forte demanda de exportação e refino.

Oferecendo uma sugestão sobre a atividade de produção futura, empresas de energia dos EUA reduziram o número de plataformas de petróleo operando pela quinta semana consecutiva, cortando nove sondas para a menor contagem em quase um ano. O número caiu nove ficando num total de 824 na semana passada.

Negociações comerciais entre os EUA e a China também manterão os investidores em alerta, enquanto o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, e outros membros da administração Trump vão para Pequim.

Os futuros de petróleo caíram na sexta-feira, com os preços recuando da máxima de quatro meses, à medida que as preocupações com a economia global pesavam.

Contratos Futuros do petróleo West Texas Intermediate (WTI), diminuiu 94 centavos, ou cerca de 1,6%, para liquidar em US$ 59,04 por barril no fechamento do pregão. Chegou a US$ 60,39 na quinta-feira, a maior desde 12 de novembro. Durante a semana, a referência subiu cerca de 0,9%.

Enquanto isso, os futuros internacionais de petróleo Brent encerraram a sessão de sexta-feira abaixo de 92 centavos, ou cerca de 1,4%, a US$ 66,75 por barril.

Os preços do Brent, que na quinta-feira atingiram a maior alta até agora este ano em US$ 68,48, registraram uma queda de aproximadamente 0,2% na semana.

Antes da próxima semana, o Investing.com compilou uma lista dos principais eventos que provavelmente afetarão o mercado de petróleo.

Terça-feira, 26 de março

Instituto Americano de Petróleo deverá publicar sua atualização semanal sobre a oferta de petróleo nos EUA.

Quarta-feira, 27 de março

EIA lançará seu relatório semanal sobre os estoques de petróleo.

Sexta-feira, 29 de março

ABaker Hughes divulgará dados semanais sobre a contagem de sondas nos EUA.

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você
Recomendados para você
Exclusivo: Método de Luiz Barsi é revelado em curso inédito