Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Rumo levanta R$ 1,4 bilhão com debêntures de infraestrutura, diz Estadão

Investing.com Brasil - 12/03/2019 - 10:53

Por Investing.com – A Rumo (RAIL3) conseguiu atrair demanda de R$ 1,4 bilhão para a sua emissão de debêntures de infraestrutura com prazo de 10 anos. De acordo com a Coluna do Broad desta terça-feira, a empresa, que tem como principal acionista a Cosan (CSAN3), conseguiu capitar o total possível da emissão, ou seja, R$ 600 milhões. Com isso, superou o mínimo previsto, que era de R$ 500 milhões.

A publicação destaca que, devido a grande procura pelo papel, a remuneração paga aos investidores foi de IPCA + prêmio de 5,05% para IPCA + 4,5%. Por ser uma debênture ligada à infraestrutura, os investidores estão isentos do Imposto de Renda.

Mais importante do que o sucesso, a emissão foi a primeira na área de infraestrutura distribuída amplamente pelo mercado. Até então, a Rumo só havia conseguido fazer emissões para investidores qualificados.

Continua depois da publicidade

Se quer entrar na bolsa, é melhor que veja estas ações antes

A coluna informa que com a queda na taxa básica de juros, gestores têm corrido para comprar debêntures e outros títulos de crédito privado. Com isso, a demanda das operações tendem a aumentar.

A Rumo teve lucro líquido de 137 milhões de reais no quarto trimestre, revertendo resultado negativo de 57 milhões sofrido um ano antes, encerrando 2018 com um primeiro lucro anual desde 2015.

A companhia teve lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 723 milhões de reais no quarto trimestre, queda de 1 por cento sobre um ano antes. A margem recuou 2 pontos, para 43,9 por cento.

A empresa, maior operadora ferroviária do país, teve lucro líquido de 273 milhões de reais no ano passado ante prejuízo de 258 milhões em 2017.

Leia mais sobre: Debêntures, Mercados, Rumo
Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você