Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Rodolfo Amstalden: Compre bolsa antes que seja cedo

Empiricus - 16/08/2019 - 10:40
Colunista discorre sobre agir na contramão do consenso (Imagem: Antonio Heredia/Bloomberg)

Perdemos os 100 mil pontos do Ibovespa.

Ou teríamos ganhado os 99 mil?

Compradores de ações comemoram quando a Bolsa fica mais barata.

Vendedores de ações lamentam.

Neste agosto de 2019, você está comprando ou vendendo?

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Eu estou comprando, sem saber o que vai acontecer.

Afinal, quando encontraríamos o momento exato para se comprar Bolsa?

Todos os intelectuais obcecados por responder a essa pergunta continuam pobres.

Distraídos por seus cálculos de timing arrojados, deixaram passar os bondes dos últimos três bull markets: 1983-86, 1991-96 e 2002-08.

Não queremos cair no mesmo erro agora, até porque não somos e nunca fomos intelectuais.

Em vez disso, comportamo-nos de maneira demasiada humana: pessimistas, otimistas, quase nunca realistas.

Ao agregarmos expectativas de retorno acionário prescritas pelo mercado desde a década de 1980 até hoje, concluiremos que os investidores — individuais ou profissionais — tendem a um viés pró-cíclico.

Nos bull markets em que tudo parece um sonho, as expectativas de retorno erram sistematicamente para cima. Aqui, o otimismo vicioso repercute em grandes quebras financeiras.

Já nos bear markets de pesadelo, as expectativas erram para baixo. O pessimismo vicioso faz com que fiquemos de fora por tempo demais, deixando de ganhar dinheiro.

Daí extraímos uma conclusão bastante útil e prática:

É potencialmente perigoso comprar Bolsa quando as pessoas à sua volta manifestam um enorme otimismo em relação à economia.

A esta altura, ainda não descobri o momento exato para se comprar Bolsa brasileira, mas aprendi pelo menos quando NÃO comprar.

Já é uma ajuda e tanto.

Não sei em que tipo de Brasil você vive, mas no tipo em que eu vivo hoje ninguém manifesta um ENORME OTIMISMO em relação à economia.

A rigor, as pessoas à minha volta não estão sequer otimistas.

As mais animadinhas estão apenas “cautelosamente otimistas” (não faço ideia do que isso significa, mas não soa tão bom).

E a maioria continua neutra ou pessimista.

Ótimo! De repente, me sinto satisfeito.

Em termos práticos, não preciso saber quando comprar. Basta que saiba quando NÃO comprar.

Se adicionarmos posições em renda variável durante todos os momentos nos quais não predomina um otimismo vicioso, multiplicaremos várias vezes o capital investido ao longo de anos e de décadas.

O inferno são os outros otimistas.

Quanto a nós, não somos o céu. Somos apenas a terra.

Leia mais sobre: Colunistas, Empiricus Research

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 16/08/2019 - 10:40