Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Resiliência, potenciais e lucros: BB Investimentos traça raio-x dos shoppings no Brasil

Valter Outeiro da Silveira - 14/10/2019 - 15:54
Analistas delineiam perspectivas para setor de shoppings no Brasil (Imagem: Multiplan)

O BB Investimentos está otimista com o setor de shoppings para o próximo ano. “Apesar do desempenho positivo até agora, ainda há upsides (potenciais) a serem capturados”, diz a analista Kamila Oliveira.

A instituição atualizou o preço-alvo para as ações de BrMalls (BRML3), Multiplan (MULT3) e JHSF (JHSF3), com recomendação outperform (desempenho acima da média do mercado).

A melhora nas estimativas leva em conta os seguintes pontos: incorporação dos resultados do segundo trimestres; redução do custo de capital devido ao menor risco-pais, taxa básica de juro e inflação; novas premissas sobre as receitas.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Otimização do portfólio

brmalls
Melhora na taxa de ocupação e de vendas por metro quadrado é destacada (Imagem: Facebook)

No tocante a BR Malls, a analista destaca a estratégia de otimização do portfólio. A projeção de ABL (Área Bruta Locável) permanece no mesmo nível do segundo trimestre de 2019, com melhora na taxa de ocupação e de vendas por metro quadrado, pelo sucesso da empresa na renegociação dos contratos de aluguel.

Em contrapartida, existem alguns riscos para a tese de investimento, como a recuperação da economia doméstica mais lenta que o esperado e a dificuldade na manutenção do mix de lojas, com interferência direta na queda da taxa de ocupação.

O preço-alvo para os papeis para o final de 2020 é de R$ 17,2 – o que representa um upside (potencial de valorização) de 20,7% em relação ao últmo fechamento.

Expansão do ABL

Multiplan
Projetos nos próximos anos devem pavimentar crescimento da empresa (Imagem: Multiplan)

Para a Multiplan, a revisão das estimativas levou em conta o bom desempenho entregue no primeiro semestre de 2019. Além disso, a expansão de ABL devido à inauguração do Park Jacarepaguá no final de 2020 e às expansões dos shoppings Birigui e Morumbi em 2021 também foram ressaltadas por Oliveira.

Outro ponto destacado pelo BB Investimentos foi o aprimoramento na taxa de ocupação e de vendas por metro quadrado, “de forma a refletir uma melhor perspectiva econômica a frente”.

“Além dos projetos listados acima e já incorporados em nosso modelo, a companhia possui outros no pipeline para serem lançados nos próximos anos, incluindo projetos residenciais, greenfields e expansões em shoppings, dependendo da manutenção da economia doméstica”, aponta a analista.

O preço-alvo para as ações é de R$ 33,2 para o final de 2020 – potencial de valorização de 18,7% em relação ao fechamento da última sexta-feira (11).

Aeroportos em foco

Analista destaca possível expansão para dentro de aeroportos (Imagem: JHSF)

Já JHSF é elogiada por Oliveira pelo lançamento do complexo “Fasano Cidade Jardim”, o que eleva a relevância do segmento de incorporação dentro da empresa.

Em decorrência, o modelo de análise do BB Investimentos projeta um “crescimento maior da receita líquida, com melhorias na margem bruta também”.

“Além disso, apesar de não termos incorporado ainda qualquer resultado vindo da divisão de aeroportos, continuamos otimistas de que a companhia deverá inaugurar o aeroporto ainda este ano”, destaca a instituição.

O preço-alvo para os papeis é de R$ 5,4 e o potencial de valorização para o final de 2020 é de aproximadamente 28,2%.

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 14/10/2019 - 15:54