Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Reforma da Previdência e juros nos EUA levam Ibovespa para alta

Arena do Pavini - 10/07/2019 - 11:38
Índice Ibovespa em alta com expectativa da aprovação da Reforma da Previdência (Imagem: Equipe Money Times)

Por Arena do Pavini

A expectativa de aprovação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados e de queda dos juros nos EUA animaram os investidores em ações. No Brasil, o Índice Bovespa abriu em alta e às 11h05 subia 1,47%, para 106.063 pontos.

No exterior, também animados com as declarações do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Jerome Powell, no Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Deputados dos EUA, o Índice Standard & Poor’s 500 se aproxima do recorde de 3.000 pontos , com 2.996 pontos e alta de 0,60%.

O Dow Jones sobe 0,58% e deve bater novos recordes também, assim como o Nasdaq, que ganha 0,84%. O ouro, que se beneficia da queda dos juros americanos pois disputa espaço com o dólar, sobe 0,60% e as commodities ganham, com o petróleo em alta de 2,94% nos EUA.

Segundo Powell, a economia americana está sofrendo com a incerteza sobre a guerra comercial dos EUA com a China e com a fraqueza da economia global e que o Fed vai fazer o que for necessário para manter a demanda da economia. As declarações fazem parte do material antecipado aos deputados americanos antes do pronunciamento.

Nos mercados futuros dos EUA, as chances de corte nos juros pelo Fed já neste mês estão em 16%, segundo agências internacionais.

No Brasil, a expectativa é de que a Câmara dos Deputados aprove em primeiro turno a proposta de reforma da Previdência, que deve representar uma economia de R$ 1 trilhão para o governo nos próximos 10 anos.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), principal articulador da votação, diz que espera votar o texto em dois turnos esta semana. Segundo levantamento do jornal O Estado de S.Paulo, o governo já tem 308 votos para aprovar a proposta.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Com isso, também o dólar está em queda, cotado a R$ 3,769 para venda no mercado comercial, com baixa de 1%. Os juros futuros estão caindo ainda mais na B3, com o contrato para janeiro de 2022 projetando 5,93% ao ano, ante 6,01% na terça-feira, e para 2025, 6,86%, ante 6,94% no fechamento anterior.

A inflação do IPCA praticamente estável em junho, com alta de 0,01%, também ajuda a derrubar os juros, além da reforma da Previdência e dos juros nos EUA.

Pessoas físicas e estrangeiros tiram dinheiro da bolsa

Na bolsa, os estrangeiros seguem retirando recursos do mercado, assim como as pessoas físicas, segundo dados da corretora Um Investimentos.

Os investidores pessoa física ingressaram no dia 5 de Julho, sexta-feira, com R$ 38,00 milhões na Bovespa. No mês de julho, os investidores pessoa física já retiraram R$ 938,34 milhões na Bovespa.

Os Investidores estrangeiros retiraram R$ 641,69 milhões na Bovespa no dia 5 de Julho. No acumulado do mês de Julho, os investidores estrangeiros retiraram R$ 1.053,40 milhões na BM&F Bovespa.

Já os investidores institucionais ingressaram com R$ 588,50 milhões na Bovespa no dia 5 de Julho. Durante o mês de Julho, os investidores institucionais ingressaram R$ 2.260,44 milhões na bolsa brasileira.

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 10/07/2019 - 12:16