Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Receita líquida do Mercado Livre cresce no 1º tri; Brasil representa 60% do total

Equipe Money Times - 02/05/2019 - 22:11
Melicidade é a sede do Mercado Livre no Brasil, localizada em São Paulo (Divulgação/Mercado Livre)

O Mercado Livre (Nasdaq: MELI), um dos unicórnios tecnológicos da Argentina e empresa líder em tecnologia para e-commerce e serviços financeiros da América Latina, divulgou nesta quinta-feira (2) seus resultados financeiros do primeiro trimestre de 2019.

A companhia reportou um crescimento da receita líquida, para US$ 473,8 milhões, o que representa um aumento de 47,6% em dólar, em termos anuais, e de 92,9% em moeda constante, na mesma base de comparação.

A operação no Brasil é o principal destaque, mantendo ritmo de crescimento duas vezes acima da média do mercado. A receita líquida das operações brasileiras representou mais de 60% do total na América Latina, atingindo US$ 302,3 milhões, uma alta de 64% em dólar e 91% em real.

O lucro líquido total na América Latina, antes dos impostos, foi de US$ 15,4 milhões, contra o prejuízo de US$ 25,4 milhões registrado no primeiro trimestre de 2018.

Já o lucro bruto na região foi de US$ 237 milhões – com uma margem de 50%, comparada aos 50,7% obtidos no primeiro trimestre de 2018. A maior parte da compressão da margem bruta foi atribuída a custos com armazenagem, certos custos de envios no México e aos subsídios em dispositivos MPOS.

Stelleo Tolda, vice-presidente executivo do Mercado Livre (Divulgação/Mercado Livre)

“Estamos muito satisfeitos com o resultado financeiro que entregamos neste trimestre, com crescimento continuado em múltiplas frentes do nosso negócio e de maneira sustentável”, afirmou Stelleo Tolda, COO e Vice-presidente executivo do Mercado Livre para a América Latina.

As receitas do marketplace aumentaram 79,8% ano a ano em dólar e 128,4%, em moeda constante, enquanto as receitas não relacionadas ao marketplace tiveram um crescimento de 22,4% em relação ao ano anterior em dólar e 65,2% em moeda constante.

“O marketplace segue avançando mesmo com a base alta de comparação de 2018, quando consolidamos a nossa liderança no e-commerce brasileiro”, explicou Tolda.

O total de despesas operacionais alcançou US$ 226,9 milhões, um aumento de 18,1% em dólar em relação ao primeiro trimestre de 2018. Como percentual das receitas, as despesas operacionais representaram 47,9%, contra 59,9% no primeiro trimestre de 2018.

Já oss ganhos das operações foram de US$ 10,1 milhões, vindos de uma perda de US$ 0,8 milhões no último trimestre e uma perda de US$ 29,4 milhões durante o primeiro trimestre de 2018. Como percentual da receita, o ganho das operações foi de 2,1%.

Mercado Pago

O volume total de pagamentos com Mercado Pago alcançou US$ 5,6 bilhões, um aumento ano a ano de 35,1% em dólar e 82,5% em moeda corrente, descontando o efeito cambial. O total de transações cresceu 93,7% em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando 143,9 milhões de transações no trimestre.

“Os novos recordes de Mercado Pago, assim como o lucro líquido que alcançamos no período, se somam a um trimestre bastante encorajador para todo o nosso time no Brasil e na América Latina”, analisa Tolda.

Ecossistema Mercado Livre

Confira os principais destaques apresentados pelo Mercado Livre para o resultado do primeiro trimestre de 2019:

(Divulgação/Mercado Livre)

Resultado Financeiro (em inglês):

Última atualização por Marcel Salim - 02/05/2019 - 22:18