Últimas Notícias Imóveis Carteiras recomendadas Comprar ou vender Finanças Pessoais Cripto Economia
Cotações por TradingView

Comprar ou vender?

Quem manda na Wiz? Decisão da CVM será crucial para as ações

Gustavo Kahil - 01/03/2018 - 11:34

O BTG Pactual espera que a CVM traga novos detalhes sobre o caso de investimentos entre a Caixa Seguridade e a Wiz (WIZS3), com uma decisão sobre a empresa da Caixa ser, ou não, o acionista controlador de fato da empresa. Os analistas Eduardo Rosman e Thiago Kapulskis veem esta decisão como “um catalisador para a ação a depender da decisão final”.

Gostou desta notícia? Receba nosso conteúdo gratuito

A empresa apresentou, na quarta-feira à noite, o seu resultado sobre o último trimestre de 2017. Segundo o banco, os resultados vieram abaixo do esperado, com um lucro líquido ajustado de R$ 42,3 milhões. O número ficou 14% inferior ao estimado pelo BTG e 10% menor do que o projetado pelo consenso.

“O principal motivo para o desempenho foi uma desaceleração nas receitas, relacionada à atividade mais fraca na Caixa”, explicam Rosman e Kapulskis.

Em 2017, o resultado líquido ficou em R$ 163,4 milhões, crescimento de 10,2%. A receita líquida subiu de R$ 450,9 milhões para R$ 592,2 milhões em um salto de 31,3%. Por fim, o Ebitda encerrou o ano com R$ 268 milhões, avanço de 27,7%.

“Nossos analistas setoriais esperam uma reação negativa do mercado na sessão de hoje, embora o processo para redesenhar o ecossistema de seguros da CEF tenha sido o principal catalisador da cotação da WIZS3 recentemente, juntamente com as recentes mudanças na gestão”, explica o Itaú BBA, em um relatório enviado a clientes. A recomendação é outperform (desempenho acima da média do mercado), com preço-alvo de R$ 24.

Incertezas

O BTG explica que apesar de as chances serem altas para a manutenção da Wiz como um parceiro importante da Caixa Seguridade, o que poderia se traduzir em um importante potencial de valorização, as múltiplas incertezas em torno do caso de investimentos impactam, e um novo CEO só vai nesta direção. Apesar de ver os papéis como baratos, a recomendação neutra foi reiterada. O preço-alvo é de R$ 15.

A empresa anunciou na semana passada a saída do seu CEO, João Silveira, que realiza hoje a sua última teleconferência.

Leia mais sobre: BTG Pactual, Comprar ou vender?, Wiz

Últimas Notícias