Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Preços do petróleo aumentam após ataque ao campo petrolífero saudita

Investing.com Brasil - 19/08/2019 - 16:26
Embora os relatórios sugerissem que levaria pelo menos uma semana para consertar o estrago, a estatal saudita Aramco disse que a produção de petróleo não foi afetada, diminuindo os ganhos iniciais de mais de 1% no petróleo (Imagem: Bloomberg)

Por Investing.com

Os preços do petróleo foram negociados em alta nesta segunda-feira, impulsionados por comentários positivos nas negociações comerciais sino-americanas e por relatos de um novo ataque de drones a um campo de petróleo da Arábia Saudita.

Os futuros do petróleo West Texas Intermediate negociados em Nova York aumentavam US$ 1,06, ou 1,93%, para US$ 55,87 o barril por volta das 14h27, enquanto os futuros do petróleo Brent, a referência para os preços do petróleo fora dos EUA, eram negociados em alta de 91 centavos, ou 1,55%, para US$ 59,55.

Rebeldes iemenitas supostamente atacaram uma instalação de petróleo na Arábia Saudita no fim de semana, causando um incêndio em uma usina de gás e aumentando os prêmios de risco geopolítico.

Embora os relatórios sugerissem que levaria pelo menos uma semana para consertar o estrago, a estatal saudita Aramco disse que a produção de petróleo não foi afetada, diminuindo os ganhos iniciais de mais de 1% no petróleo.

petróleo bruto beneficiou-se de um rali de base ampla em ativos de risco após um final de semana de conversas predominantemente otimistas do governo dos EUA sobre comércio. O consultor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, disse que as conversas recentes entre os dois lados foram “positivas” e que as teleconferências continuarão por 10 dias.

Ele indicou que isso poderia levar a uma “renovação substancial das negociações” que poderia começar com uma visita de negociadores chineses aos EUA.

O presidente Donald Trump, no entanto, repetiu que ele não estava pronto para “fazer um acordo”.

Tanto a Opep quanto a Agência Internacional de Energia tiveram que rever suas projeções para o crescimento da demanda por petróleo este ano devido aos desdobramentos do conflito comercial EUA-China.

O analista sênior de commodities do Investing.com, Barani Krishnan, disse que o fórum anual do Federal Reserve em Jackson Hole, Wyoming, no final desta semana deve dar ao mercado mais clareza sobre as perspectivas depois de duas semanas de volatilidade impulsionada por sinais conflitantes .

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Ole Hansen, chefe da estratégia de commodities do Saxo Bank, observou via Twitter, que os temores da demanda global continuavam pressionando o Brent em relação ao índice de referência dos EUA, o WTI. Ele sinalizou dados da Commodity and Futures Trading Commission na sexta-feira que mostraram um longo interesse especulativo em WTI subindo acima da sua média de cinco anos, mesmo quando caía abaixo da média de cinco anos para o Brent.

O WTI tem consistentemente sido negociado com um desconto em relação ao Brent desde o início do boom do petróleo de xisto.

Também elevando os preços, os dados de Baker Hughes divulgados na sexta-feira, mostraram que as empresas de energia americanas aumentaram o número de plataformas operando pela primeira vez em sete semanas, apesar dos planos da maioria dos produtores de cortar gastos em novas perfurações este ano

Em outros negócios de energia, os futuros da gasolina subiam 0,1%, para US$ 1,6590 por galão às 8h33 , enquanto óleo de aquecimento avançava 0,2%, para US$ 1,8172 a galão.

Por fim, os futuros de gás natural foram negociados em queda de 1,5%, para US$ 2,167 por milhão de unidades térmicas britânicas.

Última atualização por Vitória Fernandes - 19/08/2019 - 16:26