Últimas Notícias Nova Previdência Cotações Comprar ou Vender Criptomoedas Empresas
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Preços das moedas digitais caem após atingirem máxima de 2019

Investing.com Brasil - 15/04/2019 - 9:51
Bitcoin caiu 1,2% nos últimos sete dias para US$ 5.144,10, apesar de ter atingido a maior alta de 2019 de US$ 5.372 no Índice Investing.com na quarta-feira

Por Investing.com

Os preços da criptomoeda caíram um pouco desde a maior alta de 2019 na última quarta-feira (10), com a notícia de que a Visa (NYSE:V) está lançando um cartão criptográfico com a Coinbase.

Exclusivo! Cadastre-se para receber um dia antes a Carteira Money Times - O Consenso do Mercado

O mercado fez uma pausa enquanto os investidores esperavam para ver se as moedas digitais podem continuar a manter seu dinamismo.

Na última quarta-feira, a capitalização total de mercado em criptomoedas atingiu um recorde de US$ 186 bilhões no acumulado do ano, de acordo com a CoinMarketCap, antes de recuar.

A tendência ascendente começou em abril, depois que os preços do bitcoin dispararam sem motivo aparente e as moedas virtuais parecem estar segurando esses ganhos.

bitcoin caiu 1,2% nos últimos sete dias para US$ 5.144,10, apesar de ter atingido a maior alta de 2019 de US$ 5.372 no Índice Investing.com na quarta-feira.

As criptomoedas em geral estavam em US$ 176 bilhões no momento da redação desta matéria.

Nos sete dias até segunda-feira, o ethereum caía 6,8% para US$ 166,67 e o XRPcaía 8% para US$ 0,32581, enquanto Litecoin caía 7,5% para US$ 82,54.

O movimento mais baixo acontece em meio a notícias de que o FMI e o Banco Mundial estão lançando uma moeda digital para estudar como moedas alternativas funcionam e relata que a Visa está se unindo à Coinbase para oferecer um cartão de débito para usuários no Reino Unido.

O cartão de débito, emitido pela Visa, permitirá que os usuários da Coinbase gastem seus saldos de bitcoin, ethereum e litecoin. Ele funciona convertendo a criptomoeda em ordem de pagamento quando o cartão é usado, com o comerciante recebendo a moeda local.

“Este é o primeiro cartão de débito vinculado diretamente a um grande câmbio de criptomoedas, permitindo que as pessoas gastem seus saldos de criptografia diretamente de sua conta da Coinbase”, disse a bolsa de câmbio em um comunicado.

“Os cartões criptográficos disponíveis anteriormente exigiam que os usuários pré-carregassem uma quantidade especificada de criptomoedas no cartão, adicionando um ponto de atrito ao processo.”

Enquanto isso, o FMI e o Banco Mundial lançaram uma Moeda de Aprendizagem, que o banco usará para entender a tecnologia por trás dos ativos digitais. A moeda não tem valor monetário e só será acessível ao FMI e ao Banco Mundial, informou o Financial Times.

Ainda assim, a notícia é bem-vinda para os entusiastas da criptografia, já que isso poderia ajudar os reguladores a entender melhor os riscos associados ao bitcoin e outros ativos e levar a uma regulamentação mais consistente dos observadores financeiros.

O teste da moeda também pode levar a contratos inteligentes e ajudar o banco a combater a lavagem de dinheiro.

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você
Recomendados para você
Exclusivo: Método de Luiz Barsi é revelado em curso inédito