Últimas Notícias Nova Previdência Cotações Comprar ou Vender Criptomoedas Empresas
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Pré-Market Money Times: Tudo o que você precisa saber agora

Equipe Money Times - 31/01/2019 - 9:17

Olá, leitor! Este é o Pré-Market Money Times, com uma compilação de tudo o que você precisa saber agora:

Ibovespa futuro apresenta valorização de 0,44% nesta sessão, marcada por resultado do Bradesco e desinvestimentos da Petrobras.

Mercados internacionais em alta, com postura dovish e leniência do Federal Reserve, expectativas favoráveis em torno da resolução da guerra comercial, resultado positivo do Facebook nos EUA, Itália em recessão e possível fusão do Deutsche Bank.

Investidores visualizam horizonte mais claro com garantia da autoridade monetária norte-americana de que será “paciente” com o atual patamar da Fed Funds Rate. Resultados corporativos nos EUA reduzem preocupações em torno de alta interdependência com China.

Comprar ou Vender

BTG/Varejo – Os analistas do BTG Pactual (BPAC11) avaliam que o consumo em 2019 deve apresentar uma situação melhor em relação o ano passado, beneficiando as ações das empresas de varejo listadas no IbovespaLeia Mais

Bradesco BBI/Concessões – OS analistas projetam que, em conjunto, ViaOeste, pertencente à CCR (CCRO3) e Ecovias Imigrantes, da Ecorodovias (ECOR3), podem investir R$ 3 bilhões e R$ 1 bilhão, respectivamente. Ambas as ações tem recomendação de compra. Leia Mais

Mercados

Nikkei/Japão – As ações fecharam em leve alta no pregão de quinta-feira (29), com ganhos de 1,06%. Leia Mais

Shangai/China – O índice Shangai Composite apresentou avanço de 0,35% nesta sessão. Leia Mais

Empresas

Bradesco/Resultado –Bradesco (BBDC4) divulgou nesta quinta-feira (31) seu resultado operacional do quarto trimestre de 2019, com lucro líquido recorrente de R$ 5,8 bilhões – alta de 19,9% na base anual e de 6,6% na comparação trimestral. Leia Mais

Petrobras/Chevron – Subsidiária da Petrobras assinou com a Chevron contrato de compra e venda referente à alienação integral das ações que mantinha nas empresas que compõem o sistema de refino de Pasadena, nos EUA. Leia Mais

Vale/Dobro – Os R$11 bilhões bloqueados das contas da Vale para garantir a reparação dos danos da tragédia de Brumadinho (MG) superam o dobro do que foi gasto pelas mineradoras para atender vítimas e recuperar o meio ambiente após o rompimento da barragem da Samarco em Mariana há mais de três anos. Cerca de R$5,26 bilhões tiveram essa destinação até o mês passado. Leia Mais

Economia e Política

Mourão/Otimismo – O vice-presidente do Brasil Hamilton Mourão diz ter “melhor expectativa possível” em relação ao legislativo. “Houve uma renovação grande. Acreditamos que a força dos novos vai favorecer o entendimento pelo Congresso das responsabilidades que tem perante o Brasil”. Leia Mais

Guedes/Estrutura Enxuta  Resultado da fusão de quatro antigos ministérios – Fazenda; Planejamento; Indústria, Comércio Exterior e Serviços; e parte da estrutura do Trabalho – gerou a redução de 2,9 mil cargos. Leia Mais

Internacional

Fed/Paciência – O Federal Reserve afirmou que será “paciente” em qualquer movimento de futuro de aperto monetária e sinalizou flexibilidade no caminho de tornar desinchado seu balanço de ativos. O foco da política monetária será dar suporte ao mercado de trabalho e à inflação próxima a 2%.

EUA/Guerra Comercial – EUA e China continuam com as negociações em Washington, com indicativo de que Pequim cederá à pressão norte-americana de realizar reformas econômicas mais profundas. Nesta quinta-feira (31), o presidente Donald Trump deverá encontrar o vice-premiê chinês Liu He.

Deutsche Bank/Fusão  O Deutsche Bank, conforme matéria veiculada na Bloomberg, poderá realizar fusão com o rival Commerzbank no meio de 2019. Os executivos do banco estão preocupados de que uma fusão pode se tornar a única opção caso não haja melhora nos números no primeiro trimestre de 2019. As ações do banco alemão operam em forte desvalorização na bolsa de Frankfurt, caindo 4,17%.

EUA/Facebook – O Facebook divulgou resultado operacional com lucro líquido de US$ 6,88 bilhões no quarto trimestre de 2018 – alta de 61,1% em relação ao mesmo período de 2017.

Reino Unido/Unilever – O lucro líquido da Unilever subiu 51%, para € 9,8 bilhões no ano passado, favorecido pelo desempenho na Índia e em outros mercados asiáticos. O CEO Alan Jope declarou à CNBC que “o problema real é a volatilidade nos mercados emergentes, quando vemos desacelerações econômicas em países como Argentina e Brasil”.

Itália/Recessão – A Itália está oficialmente em recessão. O PIB recuou 0,2% no quarto trimestre de 2018, dando avanço à queda de 0,1% no trimestre anterior.

Must Read

Money Times/Ranking de Fundos – O Money Times lançou ferramenta de comparação entre fundos de investimento de renda fixa, multimercado, cambial e ações. A diferença entre as outras ferramentas existentes é uma só: não existe conflito de interesses, tampouco propaganda enganosa. Leia Mais

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você
Recomendados para você
Exclusivo: Método de Luiz Barsi é revelado em curso inédito