Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Por Novo Mercado, Previ reduziu participação na Neoenergia além do previsto

Investing.com Brasil - 02/07/2019 - 10:44
Na operação, o banco estatal realizou a venda de 9,34% das ações da Neoenergia e agora não tem mais participação na elétrica.

Por Investing.com

A estreia da Neoenergia (NEOE3B) na bolsa paulista, que aconteceu ontem, teve a Previ realizando a venda de mais ações do que inicialmente previa na abertura de capital. Um dos objetivos do IPO era promover a venda dos papéis do Banco do Brasil (BBAS3) na elétrica, no entanto, para cumprir as regras do Novo Mercado, o fundo de pensão dos funcionários do BB precisou ampliar sua fatia colocada à venda. As informações são da edição desta terça-feira da Coluna do Broad, do Estadão.

As regras do segmento mais rigorosos em governança corporativa da bolsa determina que para que uma empresa faça parte do Novo Mercado precisa ter pelo menos 15% das ações em circulação, além de ter um IPO com movimento acima de R$ 3 bilhões.

Na operação, o banco estatal realizou a venda de 9,34% das ações da Neoenergia e agora não tem mais participação na elétrica. A Previ, levando em consideração a integralidade do lote suplementar, reduziu sua fatia de 38,21% para 30,29%, destaca a publicação. Ainda de acordo com o jornal, a espanhola Iberdrola (MC:IBE) reduziu seu percentual de 52,45% para 50%.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Com isso, o Estadão destaca que a porcentagem de ações em circulação deve girar entre 17% e 19%. Além disso, a Previ agora concedeu um período de restrição para a venda de suas ações maior, indo de seis meses para um ano.

Depois dessa venda, a Previ concedeu um período maior de lock-up (restrição) para a venda de suas ações. Ao invés dos tradicionais seis meses, o período de restrição para o fundo de pensão será de um ano.

Última atualização por Bruno Andrade - 02/07/2019 - 10:44