Últimas Notícias Imóveis Carteiras recomendadas Comprar ou vender Finanças Pessoais Cripto Economia
Cotações por TradingView

Commodities

Petróleo em alta devido a tensões geopolíticas

Investing.com Brasil - 10/08/2018 - 12:05

Petróleo

Por Investing.com – A cotação do petróleo bruto dos EUA estava em alta nesta sexta-feira, já que as tensões entre os EUA e a Turquia se agravam e a Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) alertou sobre um possível resfriamento no mercado.

Os contratos futuros de petróleo dos EUA avançavam 1,08% para US$ 67,53 o barril às 11h10. Além disso, os contratos futuros de petróleo Brent, referência para preços do petróleo fora dos EUA, subiam 0,82% e eram negociados a US$ 72,67 o barril.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou na sexta-feira que iria dobrar as tarifas sobre as importações de aço e alumínio da Turquia, já que os dois países enfrentam um conflito diplomático.

No início do dia, o presidente turco, Tayyip Erdogan, pediu que os cidadãos de seu país vendessem dólares norte-americanos e ouro em troca de lira turca depois que uma reunião entre autoridades turcas e norte-americanas não resultou em solução quanto à detenção de um pastor americano na Turquia.

Em outras notícias, a IEA alertou que as sanções iminentes contra o Irã podem trazer turbulências ao mercado no final do ano. As sanções dos EUA que visam o petróleo iraniano são esperadas para o início de novembro e podem aumentar o potencial de escassez global de fornecimento de energia.

Muitos países, incluindo Europa, China e Rússia, se opõem às sanções, mas a Casa Branca quer que outros países parem de comprar petróleo do Irã.

“À medida que as sanções petrolíferas contra o Irã entrarem em vigor, talvez em combinação com problemas de produção em outros lugares, a manutenção da oferta global pode ser muito desafiadora e custaria a manutenção de uma reserva de capacidade adequada”, disse a AIE.

Os preços do petróleo subiram nos últimos meses, já que a demanda por petróleo superou a oferta, mas esfriaram nas últimas semanas em meio a tensões comerciais e interrupções no fornecimento.

Investidores também aguardam a contagem de sondas da Baker Hughes, que é um indicador importante sobre a produção de petróleo e a demanda de derivados de petróleo; estes dados serão divulgados às 14h00.

Em outras negociações de energia, os contratos futuros de gasolina RBOB avançavam 1,65% para US$ 2,0345 o galão, ao passo que o óleo de aquecimento tinha ganhos de 1,10% e era negociado a US$ 2,1351 o galão. Os contratos futuros de gás natural estavam em baixa de 0,61% e eram negociados a US$ 2,937 por milhão de unidades térmicas britânicas.

Leia mais sobre: Commodities, Internacional, Petróleo

Últimas Notícias