Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Petrobras, TIM, Iguatemi e Sanepar recuam na expectativa de balanços

Investing.com Brasil - 07/05/2019 - 14:12
Com o dia negativo nas bolsas por todo o mundo, os ativos operam com perdas

Por Investing.com

A temporada de balanços continua nesta terça-feira após o fechamento dos mercados com a divulgação de diversos resultados. Destaque para os números da Petrobras (PETR4), TIM (TIMP3), Iguatemi (IGTA3) e Sanepar (SAPR11). Com o dia negativo nas bolsas por todo o mundo, os ativos operam com perdas.

Exclusivo: O segredo para ganhar com Petrobras em qualquer cenário

Continua depois da publicidade

Quer concorrer a R$ 300? Responda esta pesquisa sobre investimentos em 2 minutos

No caso da Petrobras, o consenso de mercado é que o lucro líquido por ação seja de R$ 0,37, sendo que no trimestre imediatamente anterior foi de R$ 0,65, em um cenário que a expectativa era de R$ 0,77. Já entre janeiro e março do ano passado, o resultado foi de R$ 0,45, superando os R$ 0,39 por ação que eram esperados pelos investidores.

Em relação às receitas, a mediana das expectativas do mercado é de R$ 83,67 bilhões, valor que é inferior aos R$ 92,72 bilhões dos três meses que fecharam 2018, quando eram esperados R$ 90,58 bilhões. Já no mesmo período do ano passado, o total foi de R$ 74,46 bilhões, abaixo dos R$ 76,62 bilhões esperados.

Já para a operadora de telefonia móvel TIM, o mercado estima que o lucro líquido por ação do primeiro trimestre do ano seja de R$ 0,13, o que representa a metade dos R$ 0,26 registrados nos três meses anteriores, mas ficando acima dos R$ 0,10 por ação que foram apurados no mesmo período do ano passado.

Exclusivo! Cadastre-se para receber um dia antes a Carteira Money Times - O Consenso do Mercado

Já para a receita, a mediana dos analistas aponta para um total de R$ 4,36 bilhões, contra os R$ 4,48 bilhões que foram registrados entre outubro e dezembro passados, mas acima dos R$ 4,14 bilhões do resultado dos três primeiros meses de 2018.

Para a administradora de shopping centers Iguatemi, o consenso do mercado aponta que a companhia deva registrar no primeiro trimestre do ano lucro líquido por ação de R$ 0,35, contra R$ 0,42 dos três meses imediatamente anteriores. Já entre janeiro e março do ano passado, o lucro foi de R$ 0,48 por ação;

Em relação às receitas, a mediana aponta para um total de R$ 181,44 milhões na abertura de 2019, contra R$ 200,25 milhões no fechamento do ano passado. Nos três primeiros meses de 2018, as receitas totalizaram R$ 168 milhões.

Para a companhia de saneamento paranaense, o consenso é que o lucro líquido seja de R$ 1,84 para cada ação, montante que fica abaixo dos R$ 3,18 registrados entre outubro e dezembro do ano passado, mas supera os R$ 0,37 que a companhia reportou nos três primeiros meses de 2018.

No caso das receitas, as estimativas para a abertura de 2019 é de R$ 1,08 bilhão, ligeiramente abaixo dos R$ 1,1 bilhão registrados no trimestre imediatamente anterior, mas acima dos R$ 999 milhões que atingiu entre janeiro e março do ano passado.

Última atualização por Diana Cheng - 07/05/2019 - 14:12