Últimas Notícias Eleições 2018 Comprar ou vender?
Cotações por TradingView

Petrobras opera em alta com acordo e manutenção da política de preços da estatal

Investing.com Brasil - 25/05/2018 - 11:46

Por Investing.com – No começo do pregão desta sexta-feira, as ações da Petrobras (PETR4) operam com ganhos e se destacam entre as maiores altas do Ibovespa (IBOV). O mercado demonstra mais tranquilidade com a reafirmação da manutenção da política de preços da estatal, apesar de ainda existirem algumas incertezas.

Com isso, as ações preferencias da Petrobras são negociadas na B3 com ganhos de 2,89% a R$ 20,66, enquanto as ordinárias somam 1,81% a R$ 23,62.

Depois de uma reunião de sete horas, governo e representantes de caminhoneiros chegaram a um acordo para suspender por pelo menos 15 dias a greve que atingiu o país na última semana, com o governo garantindo a subvenção do preço do diesel e reajustes a serem realizados apenas a cada 30 dias.

A proposta final, que levou pelo menos a maior parte da categoria a ceder a uma trégua de 15 dias, fará com que o governo garanta, até o final deste ano, que os reajustes do diesel sejam feitos apenas a cada 30 dias na refinaria e o governo compense as possíveis perdas da Petrobras, além de zerar a incidência da Cide sobre o diesel.

“Vai ter um preço fixo ao longo do mês. Vai haver uma diferença entre esse preço e o preço médio que a Petrobras usaria. Vamos calcular quanto a empresa deixou de faturar e vamos pagar essa diferença”, explicou o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia. “Nos momentos em que o preço cai e fica abaixo do preço fixado para o diesel na refinaria, a Petrobras passa a ter um crédito que vai reduzir o custo do Tesouro.”

Para a XP Investimentos, a anúncio é marginalmente positivo para a Petrobras à medida que a política de preços será mantida. Agora, na opinião da corretora, o questionamento é em relação ao grau de independência da empresa em relação ao governo, o que abre espaço para incertezas sobre qual seria a margem de refino usada como base para ressarcir a Petrobras, além da forma que o ressarcimento será pago.

A Coinvalores também destacou que não está claro o subsidio que será dado pelo governo passará pelo balanço da estatal. Como ponto positivo, os analistas destacam a força de Pedro Parente no comando da Petrobras. Apesar disso, a corretora destacou que o momento de incerteza e percepção de risco deve continuar alto.

Com Reuters

Leia mais sobre: Mercados, Petrobras
 
Últimas Notícias