Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Pão de Açúcar dispara mais de 10% com Casino propondo aquisição e migração para Novo Mercado

27/06/2019 - 10:43
O grupo francês ofereceu ao GPA um plano que inclui a compra pela companhia brasileira da rede colombiana Éxito e a migração da empresa para o segmento Novo Mercado, da B3 (Imagem: Vídeo institucional do Grupo Pão de Açúcar)

Por Investing.com

Nos primeiros negócios da manhã desta quinta-feira na bolsa paulista, as ações do Grupo Pão de Açúcar (PCAR4) operam com forte valorização de 10,13% a R$ 93,18, liderando assim os ganhos do Ibovespa. O mercado recebeu bem a notícia da proposta feita pelo Casino em uma reestruturação dos ativos na América Latina.

O grupo francês ofereceu ao GPA um plano que inclui a compra pela companhia brasileira da rede colombiana Éxito e a migração da empresa para o segmento Novo Mercado, da B3.

A proposta, que conta com apoio da diretoria executiva da companhia brasileira, também prevê que o Casino vai comprar as ações de controle do grupo brasileiro de varejo detidas indiretamente pela Éxito “a preço justo”.

A compra da Éxito pelo GPA seria feita por meio de oferta pública e em dinheiro, segundo o plano divulgado. A empresa afirmou que o preço de “indicação da diretoria” para a operação poderia ser entre 16 mil e 18 mil pesos colombianos (19,31 a 21,72 reais) por ação da Éxito. O papel fechou nesta quarta-feira a 14.520 pesos.

A empresa afirmou que a migração para o Novo Mercado, segundo a proposta, será feita com a conversão da totalidade das ações preferenciais do GPA em ações ordinárias à razão de 1 para 1.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

A Mirae Asset destaca que o GPA terá que desembolsar cerca de R$ 4 bilhões em dinheiro em toda a operação, o que deverá levar a relação dívida líquida/Ebitda a 1,8 a 2,0x e estará adquirindo o Exito num preço atraente. Para a corretora, outro ponto positivo será a migração das ações PN do GPA para o Novo Mercado irá beneficiar os acionistas.

Com isso, a equipe da Mirae vê que, após a conclusão do negócio, o GPA será uma empresa mais forte na América Latina e consequentemente em condições de capturara e melhora da economia esperada para a região e com aumento de lucro e se desalavancando nos meses seguintes. Nessa operação, o GPA estará adquirindo operações na Colômbia, Uruguai e Argentina e mantendo as operações no Brasil.

Última atualização por Bruno Andrade - 27/06/2019 - 11:50