Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Ouro alcança alta de três meses com expectativa de corte nas taxas do Fed

Investing.com Brasil - 05/06/2019 - 11:42
Ouro avança e volta ao maior nível desde o mês de fevereiro

Por Investing.com

Os preços do ouro subiram pela sexta sessão consecutiva na quarta-feira, atingindo alta de três meses depois que o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, indicou que o banco central dos EUA estava preparado para apoiar a economia americana em caso de disputas tarifárias.

Os futuros do ouro para entrega em agosto na divisão Comex da New York Mercantile Exchange, ganham 0,78%, para US$ 1.339,05 por onça-troy. Esse foi o seu maior nível desde fevereiro.

Já em modo de rally na demanda por refúgio seguro em resposta aos planos do presidente dos EUA, Donald Trump, de implementar tarifas contra a China e o México, o metal precioso recebeu um novo impulso a partir dos comentários de Powell.

Continua depois da publicidade

Em uma aparente mudança da posição anterior de que o Fed permaneceria “paciente” com a política monetária, Powell disse que o banco central dos EUA “agiria de forma apropriada para sustentar a expansão” em resposta ao resultado dos desenvolvimentos do comércio.

Os futuros do Fed Fund agora estão apostando na probabilidade de três ajustes de taxa até o final do ano em mais de 50%. Taxas de juros mais baixas seriam notícias otimistas para o ouro, uma vez que reduzem o custo de oportunidade de manter o metal.

Os futuros do Fed Fund agora estão apostando na probabilidade de três ajustes de taxa até o final do ano em mais de 50%

Callum Thomas, fundador da casa de pesquisa Topdown Charts, observou que a força do dólar americano vinha mantendo um teto nos preços do ouro, mas a recente mudança nas expectativas de que o Fed reduzisse as taxas mudou o quadro geral.

“Historicamente, uma transição de altas de juros para cortes na taxa precipitou uma correção e/ou baixa do dólar americano”, explicou ele, acrescentando que um mercado de baixa seria “mais ou menos inequivocamente otimista para o ouro”.

Continua depois da publicidade

Thomas disse que a faixa entre US$ 1.370 e US$ 1.390 é o principal nível de resistência técnica para o metal precioso.

“Assim, com o aumento da incerteza sobre as perspectivas econômicas e um crescente consenso sobre cortes na taxa do Fed, um dólar norte-americano cansado poderia ser a última linha de defesa para o ouro atravessar”, concluiu.

Em outras negociações de metais, os futuros de prata avançam 1,08%, para US$ 14,925 por onça-troy.

Os contratos futuros do paládio recuam0,15%, a US$ 1.338,85 a onça, enquanto o sua irmã platina recua 0,07%, para US$ 818,50.

Continua depois da publicidade

Nos metais básicos, o cobre perde 1,01% para US$ 2,642 por libra-peso.

Leia mais sobre: Commodities, Federal Reserve, Ouro

Última atualização por Bruno Andrade - 05/06/2019 - 11:42