Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Ouro alcança alta de três meses com expectativa de corte nas taxas do Fed

Investing.com Brasil - 05/06/2019 - 11:42
Ouro avança e volta ao maior nível desde o mês de fevereiro

Por Investing.com

Os preços do ouro subiram pela sexta sessão consecutiva na quarta-feira, atingindo alta de três meses depois que o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, indicou que o banco central dos EUA estava preparado para apoiar a economia americana em caso de disputas tarifárias.

Os futuros do ouro para entrega em agosto na divisão Comex da New York Mercantile Exchange, ganham 0,78%, para US$ 1.339,05 por onça-troy. Esse foi o seu maior nível desde fevereiro.

Continua depois da publicidade

Já em modo de rally na demanda por refúgio seguro em resposta aos planos do presidente dos EUA, Donald Trump, de implementar tarifas contra a China e o México, o metal precioso recebeu um novo impulso a partir dos comentários de Powell.

Em uma aparente mudança da posição anterior de que o Fed permaneceria “paciente” com a política monetária, Powell disse que o banco central dos EUA “agiria de forma apropriada para sustentar a expansão” em resposta ao resultado dos desenvolvimentos do comércio.

Os futuros do Fed Fund agora estão apostando na probabilidade de três ajustes de taxa até o final do ano em mais de 50%. Taxas de juros mais baixas seriam notícias otimistas para o ouro, uma vez que reduzem o custo de oportunidade de manter o metal.

Os futuros do Fed Fund agora estão apostando na probabilidade de três ajustes de taxa até o final do ano em mais de 50%

Callum Thomas, fundador da casa de pesquisa Topdown Charts, observou que a força do dólar americano vinha mantendo um teto nos preços do ouro, mas a recente mudança nas expectativas de que o Fed reduzisse as taxas mudou o quadro geral.

“Historicamente, uma transição de altas de juros para cortes na taxa precipitou uma correção e/ou baixa do dólar americano”, explicou ele, acrescentando que um mercado de baixa seria “mais ou menos inequivocamente otimista para o ouro”.

Thomas disse que a faixa entre US$ 1.370 e US$ 1.390 é o principal nível de resistência técnica para o metal precioso.

“Assim, com o aumento da incerteza sobre as perspectivas econômicas e um crescente consenso sobre cortes na taxa do Fed, um dólar norte-americano cansado poderia ser a última linha de defesa para o ouro atravessar”, concluiu.

Em outras negociações de metais, os futuros de prata avançam 1,08%, para US$ 14,925 por onça-troy.

Os contratos futuros do paládio recuam0,15%, a US$ 1.338,85 a onça, enquanto o sua irmã platina recua 0,07%, para US$ 818,50.

Nos metais básicos, o cobre perde 1,01% para US$ 2,642 por libra-peso.

Leia mais sobre: Commodities, Federal Reserve, Ouro
Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você