Últimas Notícias Perspectivas 2019 Cotações Comprar ou Vender Criptomoedas Empresas
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

O que os especialistas estão prevendo para as criptomoedas em 2019

Investing.com Brasil - 03/01/2019 - 18:45

Por Investing.com – Os investidores de criptomoedas sofreram com a dura realidade de 2018: mercados em queda, declínio das ofertas iniciais de moedas e maior regulamentação. Ao nos despedirmos de um ano que acabou se revelando terrível para os tokens digitais, vale a pena analisar o que os investidores podem esperar da classe de ativos em 2019.

Veja as principais recomendações para janeiro; clique aqui

Muitos acreditam que as criptos terão mais um ano tumultuado pela frente. A volatilidade tornou-se a marca registrada do Bitcoin e de muitas outras moedas populares, o que fará com que os traders enfrentem mais dificuldades pela frente.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Lars Seier Christensen, presidente da Concordium, afirma que o ciclo de ascensão e queda das criptos em 2017 e 2018 tornará a vida dos traders mais difícil em 2019:

“Neste momento, a grande maioria das pessoas que investiu em criptomoedas sofreu perdas substanciais, e o valuation enfrentará dificuldades, já que muitos traders prejudicados pela ascensão e queda estão agora simplesmente esperando uma oportunidade para sair do mercado.”

A expectativa é que a tão esperada adoção em massa das criptomoedas fique mais devagar.Yoav Dror, CEO da PumaPay, está otimista e acredita que 2019 será o ano da virada para as criptomoedas. Dror afirma: “Veremos o uso cada vez maior das criptomoedas, onde elas serão aplicáveis e convenientes para uso no dia a dia. Temos visto sinais e exemplos promissores dessa longa e aguardada tendência ao longo de 2018.”

Regulamentações mundiais e compliance crescerão em 2019

Muitos analistas de criptomoedas disseram que 2019 será o ano da regulamentação. Há uma demanda crescente pelo compliance das criptomoedas. Dror espera mais clareza em relação à regulamentação desse mercado, o que trará muitos benefícios para todos os envolvidos. “Esses dois fatores – usabilidade e regras mais claras – contribuirão para a adoção em massa das criptomoedas pelos comerciantes e consumidores”, declarou Dror.

Cobus Kruger, CEO e cofundador da Stackr, plataforma mundial de poupança de longo prazo, afirma: “Testemunhamos um ano decisivo para as criptos em termos de regulamentação, o que é essencial para sua sobrevivência e crescimento.Sem instrumentos regulados, como um ETF, a indústria não vai avançar, pois a ação institucional será insignificante.

Será que a SEC aprovará um ETF de Bitcoin?

Isso nos traz à questão mais debatida de 2018: será que a Securities and Exchange Commission (SEC), dos EUA, finalmente aprovará um ETF Bitcoin em 2019?

Alex Mashinsky, CEO da Celsius Network está otimista e diz:

“Veremos o primeiro ETF aprovado pela SEC, o primeiro banco de Wall Street a oferecer contas de BTC a clientes e pela primeira vez teremos mais de US$ 50 milhões em criptocarteiras. Além de Wall Street, também veremos muitos fundos patrimoniais e de pensão alocando capital em BTC, à medida que os preços comecem a subir novamente acima de US$ 6.500.”

Outra questão que provavelmente será resolvida é a custódia de criptomoedas e a salvaguarda de criptoativos.

Ao longo dos anos, houve muitos ataques cibernéticos a corretoras, roubos e comprometimento de fundos. É aí que as soluções de custódia ajudarão a defender a entrada dos investidores institucionais no setor. Kruger afirma:

“Podemos esperar o crescimento contínuo das soluções de custódia, o que é essencial para a redução dos seus preços. Além disso, haverá mais consolidação, principalmente no âmbito das corretoras, bem como players mais regulados, enquanto atores prejudiciais, players e prestadores de serviço periféricos desaparecerão.”

Aumento na atividade de M&A

À medida que entramos em 2019, há uma expectativa de aceleração da atividade de M&A nos setores de criptoativos. Robert Viglione, CEO e cofundador da Horizen, explica que o próximo ciclo do mercado terá organizações mais maduras que podem usar o M&A para crescer em meio à queda. Segundo Viglione:

“O Bitcoin já mudou o mundo enquanto moeda, é que essa percepção não é distribuída igualmente! Em 2019, veremos o desenvolvimento contínuo de um novo tipo de infraestrutura pública. As aplicações privadas da tecnologia blockchain continuarão se desenvolvendo, mas podemos esperar um impacto marginal bastante limitado. Teremos que tornar todos esses sistemas mais seguros, escaláveis e mais bem governados.”

Muitos veem o potencial das criptomoedas e continuam em modo HODL.

Aproveite a viagem.

Maioria dos brasileiros é a favor do fim da reeleição para presidente